Sonha em ser médico e trabalhar na área da saúde? Para ajudar você a saber mais sobre a área, o Estratégia Vestibulares reuniu as principais informações sobre a carreira em medicina. Acompanhe e descubra!

O que é Medicina? 

Medicina é a área de atuação em que o profissional cuida da saúde humana. Essa profissão conta com diversas possibilidades de especializações e é um dos segmentos mais concorridos em provas de vestibulares, geralmente com as maiores notas de corte nos processos seletivos do país. 

Medicina é uma área de serviço considerada essencial na sociedade. Por isso, o profissional que atua nesse ramo é um dos mais bem remunerados no mercado e o seu trabalho exige constante estudo, pesquisa e atualização. 

Curso de Medicina 

Como funciona? 

Medicina é o curso mais extenso do país e serve para formar o profissional Clínico Geral. O curso conta com matérias gerais determinadas pelo Ministério da Educação (MEC) para formar a grade curricular de qualquer estudo superior da área. Contudo, algumas matérias  podem variar de acordo com a instituição. 

A graduação prevê carga horária mínima de 7.200 horas, sendo pelo menos 35% utilizado para o período de estágio, em regime de internato. De acordo com o MEC, 30% do tempo de estágio precisa ser realizado para o Sistema Básico de Saúde (SUS) e o restante deve ser dividido entre as grandes áreas da Medicina.

Duração 

O curso tem duração de 6 anos (12 semestres) e, caso o estudante deseje, pode adicionar mais 2 anos de especialização, período conhecido como Residência Médica, em que o aluno se familiariza com a área escolhida e faz estudos práticos em hospitais.. 

Grade Curricular

A grade curricular do curso é dividida entre as matérias introdutórias, as matérias de prática clínica e o período de internato

Nos primeiros anos de matérias – conhecido como ciclo básico – os alunos aprendem sobre o funcionamento do corpo humano em seu estado saudável e também têm contato com matérias da área de humanas, como ética e antropologia, que ensinam qual o comportamento do profissional médico perante os pacientes. 

Nos anos mais avançados, geralmente entre o 3º e 4º anos, são formados por matérias em que o aluno aprende sobre doenças e como elas afetam o corpo humano. Esse ciclo serve para que os estudantes saibam como lidar com pacientes. 

Os últimos dois anos são constituídos pelo período de internato, em que o aluno começa a clinicar em hospitais nas grandes áreas da profissão com a supervisão dos docentes da faculdade.

As principais matérias estudadas durante o curso de Medicina são:

  • Anatomia;
  • Fisiologia;
  • Biologia Celular e Molecular; 
  • Imunologia;
  • Histologia; 
  • Patologia; 
  • Embriologia; 
  • Oftalmologia; 
  • Farmacologia; e
  • Traumatologia e Ortopedia. 

Internato

O estágio em regime de internato é o período em que o estudante poderá praticar a medicina de fato. Esse período é supervisionado pela faculdade e dura em média 2 anos, carga horária definida pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE) do MEC. 

Durante o internato, o aluno divide sua carga entre rodízios, que é o período em que o estagiário foca em determinada área da Medicina. O aluno precisa estagiar nas áreas de Clínica Geral, Ortopedia, Ginecologia, Pediatria, Obstetrícia, Saúde Mental e Saúde Coletiva. A carga horária para cada área não pode ultrapassar 20% do seu período de internato. 

De acordo com o MEC, o interno deve trabalhar nas áreas de Atenção Básica e Emergência do SUS durante 30% do seu período de internato. Além disso, a carga horária semanal de um estagiário de medicina é de 40 horas

banner turma especial de medicina

Residência Médica

O período de Residência Médica serve como  período de especialização para os recém-formados em Medicina. Essa especialização funciona como um curso de Pós-Graduação e é regido pelo MEC. 

Como um programa de Pós-Graduação, a Residência é supervisionada e avaliada. O residente tem carga horária de até 60 horas semanais, com um plantão de até 24 horas semanais, com descanso obrigatório depois. Além disso, ele também tem direito a uma bolsa salarial. 

Áreas de especialização

A residência médica pode ser feita em diversas áreas específicas da medicina, elas são: 

  • Acupuntura;
  • Alergia e imunologia;
  • Anestesiologia;
  • Angiologia e cirurgia vascular; 
  • Cancerologia; 
  • Cardiologia; 
  • Cirurgia; 
  • Clínica Médica; 
  • Coloproctologia; 
  • Dermatologia; 
  • Endocrinologia; 
  • Gastroenterologia; 
  • Genética médica; 
  • Geriatria e gerontologia; 
  • Ginecologia; 
  • Hematologia e hemoterapia; 
  • Homeopatia; 
  • Infectologia; 
  • Mastologia; 
  • Medicina da dor; 
  • Medicina esportiva; 
  • Medicina geral; 
  • Medicina legal; 
  • Medicina paliativa; 
  • Medicina sanitária; 
  • Medicina do sono; 
  • Nefrologia; 
  • Neurologia; 
  • Nutrologia; 
  • Oftalmologia; 
  • Ortopedia
  • Otorrinolaringologia; 
  • Patologia; 
  • Pediatria; 
  • Psiquiatria; 
  • Radiologia; 
  • Radioterapia; 
  • Reumatologia; 
  • Terapia intensiva; e
  • Urologia. 

Medicina: carreira 

A carreira médica é uma das profissões com maior salário no mercado de trabalho. É uma carreira com alta demanda de profissionais e, consequentemente, com uma taxa baixa de desemprego. A procura por profissionais de saúde é muito alta e muitos municípios ainda sofrem com a falta de médicos qualificados na rede pública de saúde. 

Com diversas áreas de atuação ao alcance dos recém-formados no curso de Medicina, a carreira possibilita diversos tipos de trabalhos, como em hospitais, consultórios, no campo jurídico, entre outros. Além disso, o médico também pode trabalhar para o SUS ou para planos de saúde. 

A carreira na área da saúde exige muito estudo e pesquisa, idas a congressos, palestras e seminários com a intenção de manter-se atualizado nas novidades do campo. Por conta disso, Medicina também é considerada uma carreira acadêmica.

O salário pode variar entre 2 mil e 5 mil reais para novos profissionais e o teto salarial da profissão é em torno de R$ 15.000,00, de acordo com o dado divulgado pela Federação Nacional dos Médicos (FENAM) em 2020.  

Onde estudar 

Segundo o Ranking Universitário da Folha de 2019, as 10 universidades com melhor curso de medicina do país são: 

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); 
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); 
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ); 
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); e
  • Universidade Federal Fluminense (UFF). 

Gigantes Paulistas Medicina 2022

Você quer ser aprovado em uma das grandes universidades paulistas no curso de Medicina? O Estratégia Vestibulares traz o pacote “Gigantes Paulistas Medicina 2022 ” para te ajudar na busca pela aprovação!

O lançamento aconteceu no dia 22 de fevereiro, as 14h, no canal do Estratégia Vestibulares. Você não pode deixar essa oportunidade passar!

Veja todos os pacotes que o “Gigantes Paulistas Medicina 2022 ” vai oferecer:

  • Pacote Completo para Medicina FUVEST 2022 – Extensivo
  • Pacote Completo para Medicina UNESP 2022 – Extensivo
  • Pacote Completo para Medicina UNICAMP 2022 – Extensivo

Se interessou pela carreira médica e quer saber como passar no processo seletivo das melhores universidades do Brasil? O Estratégia Vestibulares tem cursos específicos para diversos exames de vestibulares do país. Clique no banner abaixo e confira nossos pacotes! 

banner Estratégia Vestibulares
0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar também
Leia mais

UFGD: tudo sobre a prova

Quer saber mais sobre o vestibular UFGD? Acesse o nosso artigo e veja as principais informações sobre a Universidade e seus seletivos!