O Estratégia Vestibulares conta para você as principais informações sobre uma das maiores portas de entrada no Ensino Superior do Brasil, o Enem!

Para acompanhar as últimas informações sobre o Enem, acesse nosso artigo de Últimas Notícias. Além disso, não perca os Simulados Gratuitos que aplicamos aos fins de semana!

Cronograma: Enem 2021

Na última segunda-feira, 03 de maio, o Ministério da Educação divulgou o calendário com as datas do Prouni, Fies, Sisu e isenção para o próximo Enem. Abaixo segue tabela com as datas propostas pela instituição:

ProgramaçãoCronograma
Publicação do Editalpublicado em 03/05/2021 às 0h
Período de Isenção e Justificativa17 a 28/05/2021
Período de Inscriçõesjunho de 2021
Pagamento da Taxa de Inscriçãojunho de 2021
Cartão da Inscrição (versão impressa)outubro de 2021
Cartão da Inscrição (versão digital)novembro de 2021
Cartão da Inscrição (reaplicação)dezembro de 2021
Aplicação (Enem manual)novembro de 2021
Aplicação (Enem digital)novembro de 2021
Aplicação (reaplicação)dezembro de 2021
Resultadojaneiro de 2022
Resultado (treineiros)março de 2022

Nota do Enem divulgada nesta segunda, dia 29/03, a partir das 18h

Já está ansioso para saber quando sai o resultado do Enem 2020? De acordo com o Inep, a divulgação do resultado do Enem 2020 estava prevista para o dia 29 de março de 2021, a partir das 18h. No entanto, por instabilidade do sistema, as notas só puderam ser acessadas depois das 18h40.

A consulta do boletim de desempenho é individual e deve ser feita por meio da Página do Participante. Não deixe de conferir seus resultados!

Reaplicação das Provas

Os candidatos do Exame Nacional de Ensino Médio 2020 que estavam doentes ou que foram prejudicados por problemas logísticos, puderam solicitar a reaplicação das provas entre o dia 25 e 29 de janeiro. As novas avaliações foram aplicadas nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2021.

Enem 2020: Abstenções

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 registrou um recorde no número de abstenções do primeiro dia de avaliações. O Inep confirmou que o índice de abstenção ficou em 51,5%.

Para o dia 17 de janeiro, eram esperados 5,6 milhões de candidatos. Porém, apenas 2.680.697 compareceram às avaliações.

Mesmo sendo um número preliminar, ele já se enquadra como o maior percentual de abstenção da história do Enem. Anteriormente, o Enem 2009 tinha o maior índice, registrando 37,7%.

Gabarito Enem 2020

No dia 31 de janeiro, o Inep aplicou a prova do 1o dia do Enem Digital. Você pode conferir o Gabarito elaborado pelos nossos professores da Estratégia Vestibulares abaixo!

Fez a prova do Enem 2020 impresso e quer conferir suas respostas? Confira o gabarito do Estratégia Vestibulares feito por nossos professores, especialistas no assunto!

As questões com * indicam que há possibilidade de recurso para a anulação do exercício.

Correção em PDF do Enem 2020

Além de disponibilizar o gabarito, nossos professores também prepararam uma Correção em PDF das questões do Enem 2020 Impresso e do Enem Digital. Clique nos botões para baixar!

Portal Nacional da Educação encontra divergências no gabarito do Enem 2020

Foram constatadas divergências, pelo Portal Nacional da Educação, em duas questões do gabarito oficial da prova do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio 2020.

A primeira questão é correspondente ao número 29 (caderno amarelo), 43 (caderno azul), 18 (caderno branco) e 06 (caderno rosa). No gabarito, está marcada como alternativa c, porém a resposta correta é a letra d.

A segunda questão é a de número 01 (caderno amarelo), 05 (caderno azul), 02 (caderno branco) e 03 (caderno rosa). No gabarito, ela está marcada como alterativa d, porém a resposta certa é a letra c.

Enem Digital: Gabarito e Caderno de Questões

Você sabe onde ficarão disponíveis o Caderno de Questões e o Gabarito do Enem Digital 2020? Os dois documentos serão disponibilizados, em até três dias após a última prova, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) e no aplicativo do Enem.

Cartão do Participante – Enem Digital

Os candidatos inscritos no Enem (digital) podem acessar a partir do dia 15 de janeiro, o cartão de inscrição do participante, que contém todas as informações do inscrito. Ele pode ser acessado pelo site institucional do Inep.

Notas de Corte Sisu 2020

O Estratégia Vestibulares fez uma seleção com as notas de corte dos principais cursos do Sisu 2020! Confira abaixo:

  • Medicina:769 a 901
  • Psicologia: 678 a 834
  • Direito: 678 a 866
  • Medicina Veterinária: 699 a 804
  • Engenharia Civil: 652 a 883
  • Odontologia: 719 a 805

Confira as notas de corte dos principais cursos do Sisu 2020 neste post.

Tema de Redação Enem 2020

O Enem 2020 divulgou o tema da redação. Este ano, o tema foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. O tema de redação do Enem 2019 foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

Confira o comentário do professor de redação Fernando Andrade:

O tema da proposta de redação do Enem não poderia ser mais apropriado. Em um ano de pandemia, no qual as pessoas foram obrigadas a enfrentar situações de estresse, discutir as doenças mentais é mais do que relevante. Além disso, a banca selecionou um problema de abrangência nacional, e não algo mais localizado como aconteceu no exame anterior, cujo tema, “salas de cinema”, abordava um problema enfrentado mais claramente por quem vive em cidades menores.

Contudo, é bom destacar o recorte: trata-se do “estigma associado às doenças mentais”. Esse tipo de disfunção é mais doloroso para quem padece dele, devido à percepção social que se tem desse tipo de enfermidade. Em muitos casos, as pessoas são consideradas incapazes, seja em relação à vontade, pois para o senso comum trata-se de uma simples questão de mudar de perspectiva; seja em relação à competência produtiva, já que alguém acometido de depressão ou ansiedade é visto como incapaz de exercer suas funções normalmente.

No dia da prova: o que pode ou não levar

As provas do Enem 2020 (impresso) chegaram. Confira essa lista com todos os itens que os candidatos precisam carregar:

  • Documento de identificação com foto;
  • Caneta esferográfica preta;
  • Máscara; e
  • Cartão de inscrição

Por conta da pandemia do novo coronavírus, as medidas de segurança precisaram ser reforçadas. O uso da máscara se tornou obrigatório e frascos de álcool em gel estarão disponíveis nas salas.

Além disso, é importante levar um lanche e uma garrafa de água, já que a prova do Enem costuma ser longa.

O que é o Enem? 

O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1998 e seu principal objetivo é atribuir notas para os participantes do Exame, dando a oportunidades de estudantes usarem este resultado para ingressar em Instituições de Ensino Superior.

Dúvidas Frequentes

Está confuso? Não se preocupe, o Estratégia explica mais sobre como o Enem funciona para você. 

Quem aplica a prova do Enem?

A prova do Enem é elaborada e aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep. Vinculado ao Ministério da Educação, o Inep é quem divulga todas as informações sobre provas, editais, cronogramas do Enem e outros exames nacionais, como Encceja e Enade. 

As inscrições no Exame são realizadas na página do Inep sobre o Enem, onde também podem ser encontrado o calendário oficial do Exame, orientações aos participantes e provas anteriores. 

O Enem é de graça?

Quem deseja participar do Enem e concorrer às vagas precisa realizar a inscrição dentro do período estabelecido e pagar uma taxa no valor de R$ 85,00. No entanto, os candidatos podem pedir isenção de taxa, caso se encaixem nos requisitos! Os interessados podem fazer o pedido pelo sistema do Inep. 

No ano de 2020, a isenção foi concedida de forma automática para os inscritos do Enem que se encaixam nos requisitos, mesmo que não tenham justificado a ausência na edição anterior. O procedimento foi atípico, mas a decisão foi tomada por conta da situação da pandemia de COVID-19. 

Impresso vs. Digital

Outra novidade do Enem 2020 é a Prova Digital. Inicialmente, o projeto deveria ser feito com 5 mil candidatos, porém esse número foi aumentado para 100 mil vagas. O plano é que, até 2026, o Enem seja realizado totalmente nesse formato. 

O que muda na versão digital? 

Antes de tudo, saiba que o Enem Digital não significa que você poderá fazer a prova em sua casa. A prova digital não pode ser feita em computadores de uso pessoal. Ela é aplicada em locais autorizados pelo Inep e apenas em um dos 110 municípios indicados no Anexo I do Edital.

Além disso, a prova da Redação ainda será aplicada em formato impresso. Para esta edição do Exame Digital será permitida apenas a participação de candidatos que estão no último ano do Ensino Médio ou que já o concluíram. Ou seja, treineiros não poderão realizar o Enem Digital. Fora isso, o formato da prova e tempo de aplicação são semelhantes à versão impressa do Enem.

Enem - candidatos

Inscrições Enem

As inscrições no Enem são realizadas pelos candidatos na Página do Participante. Atenção, só é possível realizar uma inscrição por CPF! É nesse momento que o candidato seleciona se irá realizar a prova de Língua Estrangeira de Inglês ou de Espanhol. 

Como o Exame é aplicado em todo o Brasil, os candidatos precisam selecionar o estado e a cidade em que querem prestar a prova. Além disso, neste ano, os candidatos também precisavam escolher qual modalidade iriam prestar: o Enem Impresso ou o Enem Digital. 

O Estratégia reuniu o número de inscritos no Enem desde a sua criação em 1998. Confira abaixo: 

Gráfico indicando o histórico do número de inscritos no Enem.

Segundo as informações publicadas no dia 23 de junho, no Portal do Inep, 5.783.357 pessoas tiveram suas inscrições no Enem 2020 confirmadas. Dessas, 96.086 vão participar do Enem Digital. 

Quem pode pedir isenção de taxa?

Se você quer receber a gratuidade da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio, precisa cumprir pelo menos um dos seguintes requisitos, listados pelo Inep: 

  • Estar no último ano do Ensino Médio de uma escola pública, registrada no Censo Escolar;
  • Ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública, caso já tenha se formado, e ter renda per capita igual de até um salário mínimo e meio; ou
  • Ter renda per capita familiar de até meio salário mínimo, ou renda familiar mensal de até três salários mínimos, além de ter o Número de Identificação (NIS) registrado. 

Dentre os inscritos deste ano, 83% receberam a isenção do pagamento da taxa de R$ 85,00. 

Edital Enem 2020

O Inep publicou em seu portal e no Diário Oficial da União a primeira versão do Edital Enem 2020, no dia 31 de março, porém por conta da pandemia de COVID-19 o documento sofreu várias alterações, especialmente com referência às datas do Enem. 

Inicialmente a prova estava prevista para o início de novembro, mas por pressão do Congresso, das Instituições de Ensino Superior e dos candidatos o MEC decidiu adiar o Enem. A decisão foi anunciada no dia 19 de maio. 

No Edital também podem ser encontradas instruções sanitárias contra a COVID-19 para os candidatos seguirem no dia da aplicação das provas. 

Confira o Edital do Enem Impresso e o Edital do Enem Digital

Como é a prova do Enem?

A atual prova do Enem contém 180 questões, divididas entre dois domingos consecutivos de aplicação. Com duração de 5 horas e 30 minutos, os candidatos respondem à prova do primeiro dia entre 13h30 e 19h00. Já no segundo domingo, a prova tem duração de 5 horas, ou seja, pode ser respondida das 13h30 às 18h30.

No primeiro dia, é aplicada a prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Já no segundo dia, a prova é composta de questões que cobram dos candidatos conhecimentos em Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. 

O que cai no Enem?

A prova do Enem é dividida em quatro grandes áreas, as disciplinas são distribuídas da seguinte forma: 

  • Linguagem, Códigos e suas Tecnologias: Português, Inglês, Espanhol e Literatura;
  • Ciências Humanos e suas Tecnologias: História, Filosofia e Sociologia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Biologia, Química e Física; e
  • Matemáticas e suas Tecnologias: Matemática. 

Para que os candidatos saibam o que estudar, o Inep disponibiliza a Matriz de Referência do Enem, que equivale ao Conteúdo Programático da prova. A Matriz destaca que, independente da área de conhecimento, o candidato será avaliado por estes 5 parâmetros: 

  • Domínio da linguagem;
  • Compreensão de fenômenos;
  • Capacidade de resolver situações-problema;
  • Construção de argumentação; e
  • Elaboração de propostas.

Confira a Matriz de Referência do Enem

Enem - Conteúdo Programático

1o dia 

Os candidatos precisam chegar no local de prova com antecedência, uma vez que os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Fique atento ao horário de aplicação! São 5 horas e meia de prova. 

No primeiro domingo, os candidatos escrevem a Redação e respondem as 90 questões objetivas. São 45 questões objetivas para as disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 questões para as disciplinas de Ciências Humanas e suas Tecnologias

2o dia

Já no segundo dia, os candidatos têm 5 horas para resolverem as provas. Os portões também abrem às 12h e fecham às 13h. Nesse dia, são cobradas 90 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Cada uma das áreas têm 45 questões objetivas. 

Como funciona a nota no Enem?

A nota do Enem é calculada de forma mais complexa que a maioria dos vestibulares, uma vez que não leva em conta apenas seus erros e acertos. As questões do Enem são divididas em níveis de dificuldade, se o candidato acertou questões difíceis, mas errou as fáceis, os acertos são considerados incoerentes e portanto valerão menos. 

Esse modelo de correção recebe o nome de Teoria de Resposta ao Item, ou TRI. Então, ao realizar a prova do Enem, tome o cuidado de não errar as questões mais fáceis! A Redação por sua vez, é avaliada por dois corretores diferentes de acordo com os critérios estabelecidos pelo Inep. 

locais de prova enem

Redação

A prova de Redação é uma das partes mais importantes da prova do Enem e influencia muito a nota final do candidato. O texto pode ter até 30 linhas escritas à mão sobre um tema proposto. Os candidatos têm à disposição uma coletânea de textos que podem ser utilizados como base para a escrita do texto dissertativo-argumentativo. 

Historicamente, o tema da prova gira em torno de um tema de ordem social, científica, cultural ou política. A dica para não ser pego de surpresa no dia da prova é: manter-se sempre atualizado sobre as últimas notícias e bem informado. 

Como é corrigida?

Os dois corretores avaliarão seu texto de acordo com cinco competências, sendo que em cada uma o candidato pode receber até 200 pontos. Na redação, o candidato precisa elaborar e defender uma tese sobre o tema, usando como base a coletânea e o próprio conhecimento de mundo. 

O texto precisa ter sua análise sobre o tema, argumentos que fundamentam sua tese e uma proposta de intervenção. Além disso, a redação precisa ser escrita de acordo com a norma padrão da língua portuguesa e ter coesão e coerência. 

Confira abaixo quais são os cinco critérios de correção de Redação do Enem, listados pelo Inep: 

Competência 1Domínio da escrita formal da língua portuguesa
Competência 2Compreender o tema proposto e aplicar conhecimentos de outras áreas na construção do texto dissertativo-argumentativo
Competência 3Capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em favor do seu ponto de vista. 
Competência 4Conhecimento dos mecanismos linguísticos para construir sua argumentação
Competência 5Elaboração de uma proposta de intervenção coerente com o problema exposto e que respeite os direitos humanos

Tome cuidado! Textos que fujam do tema proposto, sejam menores do que sete linhas ou que não estejam escritos na estrutura de um texto dissertativo-argumentativo serão anulados. Além disso, não pode haver qualquer tipo de cópia de outros textos, mesmo aqueles que forem apresentados na coletânea. 

O Inep disponibiliza uma cartilha com os critérios de correção do Enem. Lá, você pode encontrar em detalhes o que o corretor espera de um texto em cada competência. Leia aqui, a Cartilha da Redação no Enem

Todos os temas de Redação Enem

O Estratégia Vestibulares reuniu aqui uma descrição de todos os temas de redação do Enem que já foram propostos pelo Inep desde 2000. Leia abaixo! 

Redação Enem 2019

Na edição mais recente, o tema da redação do Enem 2019 foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. A temática surpreendeu os candidatos e professores que aguardavam outras discussões que estavam mais latentes na agenda pública. Entre os textos motivadores, um infográfico indicava que crescia o número de brasileiros que passaram a frequentar mais o cinema.

Redação Enem 2018

O tema da redação do Enem 2018 foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. Como textos motivadores, a prova trouxe três reportagens publicadas nos sites “El País”, “BBC” e “Outras Palavras”. Além disso, um gráfico produzido pelo IBGE indicava dados o perfil dos usuários de internet no Brasil em 2016.

Redação Enem 2017

O tema da redação do Enem 2017 foi “Desafios para formação educacional de surdos no Brasil”. Para inspirar os candidatos, o Enem disponibilizou quatro textos motivadores. Um deles ilustrava o número de alunos surdos na educação básica entre os anos de 2010 e 2016. Outro texto mostrou aos candidatos uma lei de 2002, que determinou que a Língua brasileira de sinais (Libras) se tornasse a segunda língua oficial do Brasil.

Redação Enem 2016

O tema da redação do Enem 2016 foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Um dos textos motivadores dizia que “o direito de criticar dogmas e encaminhamentos é assegurado como liberdade de expressão, mas atitudes agressivas, ofensas e tratamento diferenciado a alguém em função de crença ou de não ter religião são crimes inafiançáveis e imprescritíveis”.

Redação Enem 2015

O tema da redação do Enem 2015 foi “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira”. Dez candidatos tiraram nota mil nesta edição do Enem. Em comparação às edições anteriores, este é um tema que já apresenta um posicionamento na própria proposta: o contrário à violência.

O que eu faço com a nota do Enem?

Os resultados dos candidatos podem ser consultados na Página do Participante, depois que são liberados pelo Inep. O candidato recebe a nota geral, mas também pode conferir seus resultados em cada uma das áreas de conhecimento e na Redação. 

A partir daí, quem decide o que fazer com a nota é você. Se o seu objetivo é entrar numa faculdade, você pode utilizar um dos três programas de ingresso no ensino superior do Governo Federal: o Sisu, o Prouni ou o Fies. Na data informada pelos editais desses programas, os candidatos inscrevem suas notas e esperam para ver a classificação. 

A cada ano, as universidades disponibilizam um número de vagas nos três programas, que são preenchidas pelos candidatos com as maiores notas inscritas. Algumas universidades não disponibilizam vagas nos programas, mas utilizam a nota do Enem para selecionar candidatos. 

No ano de 2020, várias instituições substituíram os vestibulares próprios pela nota, por conta da crise na saúde pública em 2020 e as orientações de distanciamento social. 

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) é uma das maiores portas de entrada no Ensino Superior do Brasil. Algumas universidades utilizam apenas o Sisu como forma de ingresso em seus cursos. O Sisu normalmente fica aberto por três dias, em que os candidatos inscrevem a nota da última edição. 

No momento da inscrição os candidatos podem ver quais universidades disponibilizaram vagas no sistema e quais as notas de corte parciais. Depois de avaliar suas chances de conquistar a vaga que deseja, o candidato escolhe duas opções de curso, indicando qual é a sua preferência. Ao longo dos três dias, a nota de corte parcial daquele curso pode se alterar. 

Ao fim da inscrição, o Sisu divulga a 1a lista de chamada com os candidatos mais bem colocados. Apenas candidatos que não zeraram a Redação podem participar do Sisu. 

Prouni 

O Programa Universidade para Todos (PROUNI) aceita inscrições de candidatos que desejam concorrer a bolsas de estudo em universidades particulares. Diferente do Sisu, o Prouni tem alguns pré-requisitos. 

Apenas candidatos que cursaram todo o Ensino Médio em escola pública ou que estudaram na rede particular com bolsa integral podem inscrever sua nota do Enem no programa. Além disso, o candidato precisa ter uma média nas provas maior do que 450 pontos e não pode ter zerado a redação. 

Fies

Já o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) permite que candidatos inscrevam suas notas do Enem para concorrerem a condições mais favoráveis de financiamento de seus estudos em universidades particulares. Apenas membros de família de baixa renda com até 3 salários-mínimo per capita podem se inscrever. 

Além disso, o candidato não pode ter zerado a redação e precisa ter feito mais do que 450 pontos de média na prova. Diferente do Prouni e do Sisu, o Fies aceita outras edições do Enem, desde que sejam posteriores ao ano de 2010. 

Enem Portugal

Você sabia que é possível usar sua nota do Enem para estudar no exterior? O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fechou um convênio com a Universidade NOVA de Lisboa, assim totalizando 51 instituições de ensino superior que aceitam o ingresso por meio do Exame Nacional do Ensino Médio.

Essa forma de ingresso surgiu em 2014 e foi denominada de Enem Portugal. Ela foi criada a partir de uma mudança na legislação portuguesa, que passou a permitir a criação de seletivos para candidatos estrangeiros interessados em estudar nas terras portuguesas.

Você pode conseguir uma vaga na Universidade de Coimbra, Universidade de Algarve, Universidade da Madeira, Universidade NOVA Lisboa e muitas outras. O Enem Portugal é uma oportunidade de ter uma experiência internacional de estudos.

Enem Seriado

A ideia da versão do Exame Nacional do Ensino Médio Seriado foi anunciada pela primeira vez em maio de 2020, pelo Inep. O modelo está previsto para ser implementado a partir de 2021. A novidade faz parte da reformulação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). 

Atualmente, os alunos realizam a prova do Saeb ao fim do 2º, 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e no 3º ano do Ensino Médio. A partir do ano que vem, porém, a prova será aplicada a cada ano. 

Dessa forma, será possível somar as notas individuais dos alunos nos três últimos anos do Ensino Médio. A nota final poderá ser utilizada no lugar do Enem tradicional, inclusive pelo Sisu, Prouni e Fies. Vale destacar, no entanto, que a prova tradicional continuará a ser aplicada normalmente para quem desejar realizá-la.

Agora que você sabe tudo sobre o Enem clique logo abaixo para conferir os cursos do Estratégia Vestibulares, para arrasar na hora da prova!

Enem: tudo sobre a prova - estratégia vestibulares

0 Shares:
Você pode gostar também