Última atualizaçao em: 30 de Novembro de 2020, ás 08:50

Quer saber mais sobre o ENEM? O Estratégia Vestibulares conta para você as principais informações sobre uma das maiores portas de entrada no Ensino Superior do Brasil! Aqui você encontra explicações sobre o ENEM 2020, Prova Impressa e Digital, ENEM Seriado e sobre o Edital. Fora isso, fazemos uma análise dos últimos temas de redação cobrados pelo Exame!

Para acompanhar as últimas informações sobre o ENEM, acesse nosso artigo de Últimas Notícias. Além disso, não perca os Simulados Gratuitos que aplicamos aos fins de semana!

Curso de Reta Final: Enem 2020

Quer ser aprovado no Enem 2020 e precisa revisar tudo o que você precisar saber para a prova? Então não perca o Curso de Reta Final do Estratégia Vestibulares!

Serão mais de 108 horas de conteúdo AO VIVO no nosso canal do Youtube!

Você irá conferir aulas EXCLUSIVAS de: Inglês, Português, Literatura, Artes, Filosofia, Sociologia, História, Geografia, Biologia, Física, Química, Matemática e Redação!

Não perca! As aulas estão distribuídas entre 01/12 até 08/12, iniciando às 10h!

O que é o Enem? 

O Exame Nacional do Ensino Médio, foi criado em 1998 e seu principal objetivo era avaliar, anualmente, a qualidade e o nível de aprendizado dos alunos no Ensino Médio. Os resultados são utilizados como base para a implementação de políticas públicas de melhoria do ensino brasileiro. É interessante ressaltar que o Enem foi o primeiro dispositivo de avaliação do ensino no país.

O Enem é aplicado em todo o Brasil e qualquer pessoa pode participar, uma vez que não existem restrições de idade, sexo ou nacionalidade. Existe até mesmo a prova Enem PPL, criada em 2010 e exclusiva para jovens e adultos privados de liberdade. Cerca de 6 milhões de pessoas participam do Exame por ano. 

Diferente de grandes vestibulares como Fuvest e Unicamp, o Enem não é um seletivo para uma universidade específica. O Exame atribuí notas de acordo com o desempenho dos participantes e esses resultados podem ser utilizados por outros programas e instituições como critério de seleção.

Confira abaixo o cronograma do Enem 2020! 

Cronograma Enem 2020 Impresso

  • Justificativa de ausência no Enem 2019: 06/04 à 17/04;
  • Isenção de taxa: 06/04 à 17/04;
  • Resultado da justificativa e solicitação da isenção: 24/04;
  • Inscrição e isenção de taxa: 11/05 à 27/05;
  • Pagamento da taxa de inscrição: 11/05 à 10/06; e
  • Aplicação das Provas: 17 e 24/01/2021.

Cronograma Enem 2020 Digital

  • Justificativa de ausência no Enem 2019: 06/04 à 17/04;
  • Isenção de taxa: 06/04 à 17/04;
  • Resultado da justificativa e solicitação da isenção: 24/04;
  • Inscrição e isenção de taxa: 11/05 à 27/05;
  • Pagamento da taxa de inscrição: 11/05 à 10/06; e
  • Aplicação das provas: 31/01/2021 e 07/02/2021.

Dúvidas Frequentes

Está confuso? Não se preocupe, o Estratégia explica mais sobre como o Enem funciona para você. 

Quem aplica a prova do Enem?

A prova do Enem é elaborada e aplicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep. Vinculado ao Ministério da Educação, o Inep é quem divulga todas as informações sobre provas, editais, cronogramas do Enem e outros exames nacionais, como Encceja e Enade. 

As inscrições no Exame são realizadas na página do Inep sobre o Enem, onde também podem ser encontrado o calendário oficial do Exame, orientações aos participantes e provas anteriores. 

O Enem é de graça?

Quem deseja participar do Enem e concorrer às vagas precisa realizar a inscrição dentro do período estabelecido e pagar uma taxa no valor de R$ 85,00. No entanto, os candidatos podem pedir isenção de taxa, caso se encaixem nos requisitos! Os interessados podem fazer o pedido pelo sistema do Inep. 

Se você conseguiu a isenção da taxa do Enem em uma edição, mas faltou nos dois dias de prova, é necessário justificar a ausência com documentos. Caso contrário, não conseguirá pedir a isenção novamente na edição seguinte do Exame. O Inep avalia os pedidos, enviados pela Página do Participante, e os resultados são divulgados pela instituição. 

No ano de 2020, a isenção foi concedida de forma automática para os inscritos do Enem que se encaixam nos requisitos, mesmo que não tenham justificado a ausência na edição anterior. O procedimento foi atípico, mas a decisão foi tomada por conta da situação da pandemia de COVID-19. 

Impresso vs. Digital

Outra novidade do Enem 2020 é a Prova Digital. Inicialmente, o projeto deveria ser feito com 5 mil candidatos, porém esse número foi aumentado para 100 mil vagas. O plano é que, até 2026, o Enem seja realizado totalmente nesse formato. 

O que muda na versão digital? 

Antes de tudo, saiba que o Enem Digital não significa que você poderá fazer a prova em sua casa. A prova digital não pode ser feita em computadores de uso pessoal. Ela é aplicada em locais autorizados pelo Inep e apenas em um dos 110 municípios indicados no Anexo I do Edital.

Além disso, a prova da Redação ainda será aplicada em formato impresso. Para esta edição do Enem Digital será permitida apenas a participação de candidatos que estão no último ano do Ensino Médio ou que já o concluíram. Ou seja, treineiros não poderão realizar o Enem Digital. Fora isso, o formato da prova e tempo de aplicação são semelhantes à versão impressa do Enem.

enem candidatos

Inscrições Enem

As inscrições no Enem são realizadas pelos candidatos na Página do Participante. Atenção, só é possível realizar uma inscrição por CPF! É nesse momento que o candidato seleciona se irá realizar a prova de Língua Estrangeira de Inglês ou de Espanhol. 

Como o Exame é aplicado em todo o Brasil, os candidatos precisam selecionar o estado e a cidade em que querem prestar a prova. Além disso, neste ano, os candidatos também precisavam escolher qual modalidade iriam prestar: o Enem Impresso ou o Enem Digital. 

O Estratégia reuniu o número de inscritos no Enem desde a sua criação em 1998. Confira abaixo: 

Gráfico indicando o histórico do número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio

Segundo as informações publicadas no dia 23 de junho, no Portal do Inep, 5.783.357 pessoas tiveram suas inscrições no Enem 2020 confirmadas. Dessas, 96.086 vão participar do Enem Digital. 

Quem pode pedir isenção de taxa?

Se você quer receber a gratuidade da taxa de inscrição do Enem, precisa cumprir pelo menos um dos seguintes requisitos, listados pelo Inep: 

  • Estar no último ano do Ensino Médio de uma escola pública, registrada no Censo Escolar;
  • Ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública, caso já tenha se formado, e ter renda per capita igual de até um salário mínimo e meio; ou
  • Ter renda per capita familiar de até meio salário mínimo, ou renda familiar mensal de até três salários mínimos, além de ter o Número de Identificação (NIS) registrado. 

Dentre os inscritos deste ano, 83% receberam a isenção do pagamento da taxa de R$ 85,00. 

Edital Enem 2020

O Inep publicou em seu portal e no Diário Oficial da União a primeira versão do Edital Enem 2020, no dia 31 de março, porém por conta da pandemia de COVID-19 o documento sofreu várias alterações, especialmente com referência às datas do Enem. 

Inicialmente a prova estava prevista para o início de novembro, mas por pressão do Congresso, das Instituições de Ensino Superior e dos candidatos o MEC decidiu adiar o Enem. A decisão foi anunciada no dia 19 de maio. 

No Edital também podem ser encontradas instruções sanitárias contra a COVID-19 para os candidatos seguirem no dia da aplicação das provas. 

Confira o Edital do Enem Impresso e o Edital do Enem Digital

Como é a prova do Enem?

A atual prova do Enem contém 180 questões, divididas entre dois domingos consecutivos de aplicação. Com duração de 5 horas e 30 minutos, os candidatos respondem à prova do primeiro dia entre 13h30 e 19h00. Já no segundo domingo, a prova tem duração de 5 horas, ou seja, pode ser respondida das 13h30 às 18h30.

No primeiro dia, é aplicada a prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Já no segundo dia, a prova é composta de questões que cobram dos candidatos conhecimentos em Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. 

Conteúdo Programático

A prova do Enem é dividida em quatro grandes áreas, as disciplinas são distribuídas da seguinte forma: 

  • Linguagem, Códigos e suas Tecnologias: Português, Inglês, Espanhol e Literatura;
  • Ciências Humanos e suas Tecnologias: História, Filosofia e Sociologia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Biologia, Química e Física; e
  • Matemáticas e suas Tecnologias: Matemática. 

Para que os candidatos saibam o que estudar, o Inep disponibiliza a Matriz de Referência do Enem, que equivale ao Conteúdo Programático da prova. A Matriz destaca que, independente da área de conhecimento, o candidato será avaliado por estes 5 parâmetros: 

  • Domínio da linguagem 
  • Compreensão de fenômenos
  • Capacidade de resolver situações-problema
  • Construção de argumentação 
  • Elaboração de propostas 

Confira a Matriz de Referência do Enem

conteúdo programático enem

1o dia 

Os candidatos precisam chegar no local de prova com antecedência, uma vez que os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Fique atento ao horário de aplicação! São 5 horas e meia de prova. 

No primeiro domingo, os candidatos escrevem a Redação e respondem as 90 questões objetivas. São 45 questões objetivas para as disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 questões para as disciplinas de Ciências Humanas e suas Tecnologias

2o dia

Já no segundo dia, os candidatos têm 5 horas para resolverem as provas. Os portões também abrem às 12h e fecham às 13h. Nesse dia, são cobradas 90 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Cada uma das áreas têm 45 questões objetivas. 

Modelos anteriores

O primeiro modelo de prova do Exame continha 63 questões, além da prova de Redação. Esse modelo foi aplicado durante 10 anos, entre 1998 e 2008. O segundo modelo surgiu em 2009, quando passou a conter 180 questões objetivas e uma Redação, além de ser aplicada em dois dias consecutivos: um sábado e um domingo.

Esse modelo de prova foi alterado na edição do Enem de 2018, quando o Governo Federal tirou a prova dos sábados e passou a aplicá-la em dois domingos consecutivos. O perfil de prova com relação à quantidade de questões continuou o mesmo.

Enem Seriado

A ideia de um Enem Seriado foi anunciada pela primeira vez em maio de 2020, pelo Inep. O modelo está previsto para ser implementado a partir de 2021. A novidade faz parte da reformulação do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). 

Atualmente, os alunos realizam a prova do Saeb ao fim do 2º, 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e no 3º ano do Ensino Médio. A partir do ano que vem, porém, a prova será aplicada a cada ano. 

Dessa forma, será possível somar as notas individuais dos alunos nos três últimos anos do Ensino Médio. A nota final poderá ser utilizada no lugar do Enem tradicional, inclusive pelo Sisu, Prouni e Fies. Vale destacar, no entanto, que a prova tradicional do Enem continuará a ser aplicada normalmente para quem desejar realizá-la.

Como funciona a nota no Enem?

A nota do Enem é calculada de forma mais complexa que a maioria dos vestibulares, uma vez que não leva em conta apenas seus erros e acertos. As questões do Enem são divididas em níveis de dificuldade, se o candidato acertou questões difíceis, mas errou as fáceis, os acertos são considerados incoerentes e portanto valerão menos. 

Esse modelo de correção recebe o nome de Teoria de Resposta ao Item, ou TRI. Então, ao realizar a prova do Enem, tome o cuidado de não errar as questões mais fáceis! A Redação por sua vez, é avaliada por dois corretores diferentes de acordo com os critérios estabelecidos pelo Inep. 

locais de prova enem

Redação

A prova de Redação é uma das partes mais importantes da prova do Enem e influencia muito a nota final do candidato. O texto pode ter até 30 linhas escritas à mão sobre um tema proposto. Os candidatos têm à disposição uma coletânea de textos que podem ser utilizados como base para a escrita do texto dissertativo-argumentativo. 

Historicamente, o tema da prova gira em torno de um tema de ordem social, científica, cultural ou política. A dica para não ser pego de surpresa no dia da prova é: manter-se sempre atualizado sobre as últimas notícias e bem informado. 

Como é corrigida?

Os dois corretores avaliarão seu texto de acordo com cinco competências, sendo que em cada uma o candidato pode receber até 200 pontos. Na redação, o candidato precisa elaborar e defender uma tese sobre o tema, usando como base a coletânea e o próprio conhecimento de mundo. 

O texto precisa ter sua análise sobre o tema, argumentos que fundamentam sua tese e uma proposta de intervenção. Além disso, a redação precisa ser escrita de acordo com a norma padrão da língua portuguesa e ter coesão e coerência. 

Confira abaixo quais são os cinco critérios de correção de Redação do Enem, listados pelo Inep: 

Competência 1Domínio da escrita formal da língua portuguesa
Competência 2Compreender o tema proposto e aplicar conhecimentos de outras áreas na construção do texto dissertativo-argumentativo
Competência 3Capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em favor do seu ponto de vista. 
Competência 4Conhecimento dos mecanismos linguísticos para construir sua argumentação
Competência 5Elaboração de uma proposta de intervenção coerente com o problema exposto e que respeite os direitos humanos

Tome cuidado! Textos que fujam do tema proposto, sejam menores do que sete linhas ou que não estejam escritos na estrutura de um texto dissertativo-argumentativo serão anulados. Além disso, não pode haver qualquer tipo de cópia de outros textos, mesmo aqueles que forem apresentados na coletânea. 

O Inep disponibiliza uma cartilha com os critérios de correção do Enem. Lá, você pode encontrar em detalhes o que o corretor espera de um texto em cada competência. Leia aqui, a Cartilha da Redação no Enem

Todos os temas de Redação Enem

O Estratégia Vestibulares reuniu aqui uma descrição de todos os temas de redação do Enem que já foram propostos pelo Inep desde 2000. Leia abaixo! 

Redação Enem 2019

Na edição mais recente, o tema da redação do Enem 2019 foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. A temática surpreendeu os candidatos e professores que aguardavam outras discussões que estavam mais latentes na agenda pública. Entre os textos motivadores, um infográfico indicava que crescia o número de brasileiros que passaram a frequentar mais o cinema.

Redação Enem 2018

O tema da redação do Enem 2018 foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. Como textos motivadores, a prova trouxe três reportagens publicadas nos sites “El País”, “BBC” e “Outras Palavras”. Além disso, um gráfico produzido pelo IBGE indicava dados o perfil dos usuários de internet no Brasil em 2016.

Redação Enem 2017

O tema da redação do Enem 2017 foi “Desafios para formação educacional de surdos no Brasil”. Para inspirar os candidatos, o Enem disponibilizou quatro textos motivadores. Um deles ilustrava o número de alunos surdos na educação básica entre os anos de 2010 e 2016. Outro texto mostrou aos candidatos uma lei de 2002, que determinou que a Língua brasileira de sinais (Libras) se tornasse a segunda língua oficial do Brasil.

Redação Enem 2016

O tema da redação do Enem 2016 foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. Um dos textos motivadores dizia que “o direito de criticar dogmas e encaminhamentos é assegurado como liberdade de expressão, mas atitudes agressivas, ofensas e tratamento diferenciado a alguém em função de crença ou de não ter religião são crimes inafiançáveis e imprescritíveis”.

Redação Enem 2015

O tema da redação do Enem 2015 foi “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira”. Dez candidatos tiraram nota mil nesta edição do Enem. Em comparação às edições anteriores, este é um tema que já apresenta um posicionamento na própria proposta: o contrário à violência.

Redação Enem 2014

O tema da redação do Enem 2014 foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”. Considerado um tema amplo, envolvendo os limites da comunicação, a temática buscou envolver a discussão sobre liberdade de expressão, de um lado, e proteção às crianças, de outro. Entre os textos motivadores estava o mapa a seguir.

redação enem 2014

Redação Enem 2013

O tema da redação do Enem 2013 foi “Os efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”. A prova trouxe quatro informações para servir como base para a redação, duas imagens e dois textos. Uma das imagens ilustrava uma campanha do Governo Federal defendendo que as pessoas não dirijam após beber e, a outra, trouxe um infográficos com dados de uma pesquisa sobre os efeitos da campanha na percepção da população.

Redação Enem 2012

O tema da redação do Enem 2012 foi “O movimento imigratório para o Brasil no século XXI”. A proposta trouxe a discussão sobre a imigração de haitianos para o Acre e sobre a influência dos imigrantes nos costumes nacionais. O tema foi muito discutido por candidatos. Muitos diziam que o tema foi difícil com a justificativa de que a imigração era um assunto muito recente e exigia conhecimento de atualidades.

Redação Enem 2011

O tema da redação do Enem 2011 foi “Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado”. A proposta instigava a discussão sobre redes sociais e a privacidade na rede. Entre os questionamentos levantados estava sobre o que deve ou não ser compartilhando e quais são os limites que os usuários devem ter na rede.

redação enem 2011

Redação Enem 2010

O tema da redação do Enem 2010 foi “O trabalho na construção da dignidade humana”. Entre textos de inspiração, a questão do trabalho escravo foi tratada com veemência, ressaltando que a realidade continua latente mesmo com a assinatura da Lei Áurea. Em conjunto, um dos textos apresentava uma previsão de como será o trabalho no futuro.

Redação Enem 2009

O tema da redação do Enem 2009 foi “O indivíduo frente à ética nacional”. A proposta instigava o candidato a discutir sobre a corrupção. Um dos textos motivadores tinha um título que fazia o seguinte questionamento: Qual é o efeito em nós do “eles são todos corruptos”?. Além dele e outros, uma charge dizia: “Só lidar com gente honesta. Meu Deus, que solidão!”.

redação enem 2009

Redação Enem 2008

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio 2008 foi “Como preservar a floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivos financeiros a proprietários que deixarem de desmatar ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar?”. O candidato poderia escolher uma das três vertentes apresentadas na proposta.

Redação Enem 2007

O tema da redação do Enem 2007 foi “O desafio de se conviver com a diferença”. Ao candidato exigiu-se uma reflexão sobre o preconceito e a tolerância necessária para o convívio em comunidade. A proposta da redação disponibilizou uma música de duas bandas da música brasileira: Titãs e dos Engenheiros do Hawaii.

Redação Enem 2006

O tema da redação do Enem 2006 foi “O poder de transformação da leitura”. A temática proposta instigava o candidato a refletir sobre a importância da leitura. Um dos textos motivadores era o de Moacyr Scliar, que explicava que o escritor é sempre um leitor. Outro tratava sobre o ato da leitura e um terceiro retratava o poder dos livros no imaginário de quem lê.

Redação Enem 2005

O tema da redação do Enem 2005 foi “O trabalho infantil na realidade brasileira”. Para contextualizar o tema, o Inep ilustrou o número de crianças trabalhando nas regiões do Brasil. Um trecho do Estatuto da Criança e do Adolescente foi disponibilizado de forma que o candidato precisaria discutir o tema proposto.

Redação Enem 2004

O tema da redação do Enem 2004 foi “Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação?”. A proposta continha, claramente, uma crítica e, ao candidato, cabia pensar em soluções e refletir sobre a invasão da imprensa e a fiscalização dos meios de comunicação.

redação enem 2004

Redação Enem 2003

O tema da redação do Enem 2003 foi “A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desses jogo?”. Como de costume, o MEC trouxe, mais uma vez, um viés social para ser discutido. Os textos de apoio trabalhavam a desigualdade e o ciclo de violência. Para mandar bem na prova, o candidato deveria propor algum tipo de solução para o problema.

Redação Enem 2002

O tema da redação do Enem 2002 foi “O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil necessita?”. A prova veio com uma imagem do comício Diretas Já, que pedia eleições diretas para presidente. Os textos falavam sobre democracia, luta social pelo direito ao voto e a importância de escolher bem os representantes políticos.

Redação Enem 2001

O tema da redação do Enem 2001 foi “Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?”. Entre os textos apresentados na proposta de redação do Enem 2001 estava uma tirinha de Coulos, do Jornal do Brasil, Rio de Janeiro. O candidato precisaria entender a relação entre desenvolvimento econômico e criar propostas para preservação do meio ambiente.

redação enem 2001

Redação Enem 2000

O tema da redação do Enem 2000 foi “Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional?”. Entre os textos de apoio para a produção do texto, a prova colocou uma charge de Argeli, Folha de São Paulo. Além disso, havia um trecho da Constituição Federal de 1988 e outros dois textos.

O que eu faço com a nota do Enem?

Os resultados dos candidatos podem ser consultados na Página do Participante, depois que são liberados pelo Inep. O candidato recebe a nota geral, mas também pode conferir seus resultados em cada uma das áreas de conhecimento e na Redação. 

A partir daí, quem decide o que fazer com a nota do Enem é você. Se o seu objetivo é entrar numa faculdade, você pode utilizar um dos três programas de ingresso no ensino superior do Governo Federal: o Sisu, o Prouni ou o Fies. Na data informada pelos editais desses programas, os candidatos inscrevem suas notas do Enem e esperam para ver a classificação. 

A cada ano, as universidades disponibilizam um número de vagas nos três programas, que são preenchidas pelos candidatos com as maiores notas inscritas. Algumas universidades não disponibilizam vagas nos programas, mas utilizam a nota do Enem para selecionar candidatos. 

No ano de 2020, várias instituições substituíram os vestibulares próprios pela nota do Enem, por conta da pandemia de COVID-19 e as orientações de distanciamento social. 

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) é uma das maiores portas de entrada no Ensino Superior do Brasil. Algumas universidades utilizam apenas o Sisu como forma de ingresso em seus cursos. O Sisu normalmente fica aberto por três dias, em que os candidatos inscrevem a nota da última edição do Enem. 

No momento da inscrição os candidatos podem ver quais universidades disponibilizaram vagas no sistema e quais as notas de corte parciais. Depois de avaliar suas chances de conquistar a vaga que deseja, o candidato escolhe duas opções de curso, indicando qual é a sua preferência. Ao longo dos três dias, a nota de corte parcial daquele curso pode se alterar. 

Ao fim da inscrição, o Sisu divulga a 1a lista de chamada com os candidatos mais bem colocados. Apenas candidatos que não zeraram a Redação podem participar do Sisu. 

Prouni 

O Programa Universidade para Todos (PROUNI) aceita inscrições de candidatos que desejam concorrer a bolsas de estudo em universidades particulares. Diferente do Sisu, o Prouni tem alguns pré-requisitos. 

Apenas candidatos que cursaram todo o Ensino Médio em escola pública ou que estudaram na rede particular com bolsa integral podem inscrever sua nota do Enem no programa. Além disso, o candidato precisa ter uma média nas provas maior do que 450 pontos e não pode ter zerado a redação. 

Fies

Já o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) permite que candidatos inscrevam suas notas do Enem para concorrerem a condições mais favoráveis de financiamento de seus estudos em universidades particulares. Apenas membros de família de baixa renda com até 3 salários-mínimo per capita podem se inscrever. 

Além disso, o candidato não pode ter zerado a redação e precisa ter feito mais do que 450 pontos de média na prova do Enem. Diferente do Prouni e do Sisu, o Fies aceita outras edições do Enem, desde que sejam posteriores ao ano de 2010. 

Está estudando para o Enem? Então não perca a oportunidade de treinar para o Exame com os Simulados Gratuitos do Estratégia Vestibulares que acontecem aos fins de semana! Conheça nosso site e venha estudar com a gente! 

estude com o estratégia vestibulares
0 Shares:
Você pode gostar também