Banner Artigo

Uso dos porquês: Por que, Por quê, porque, por quê

Data 07/02/2020

Postado por Fernando Brito

Por que, por quê, porque, porquê? E agora… Qual usar? Quem nunca se deparou com o uso dos porquês e não soube qual termo empregar da forma correta. Foi para tirar essa dúvida que escrevemos este artigo. Depois daqui, o uso dos porquês nunca mais vai ser um problema na sua vida.

Sim! É muito comum ver as pessoas confundirem o uso dos termos. E, a primeira coisa que você precisa ter em mente é: contexto. O uso do porque vai depender estritamente do que exatamente você está falando. Você vai conhecer bem todos os porquês e logo vai perceber o quanto é fácil.

Uso dos porquês: dica básica

Vamos a algumas regrinhas básicas que você pode levar em conta no uso do porque.

  • por que = pode usar sempre para perguntas
  • porque = pode usar sempre para quando for responder
  • por quê = uso comum ao final de perguntas
  • porquê = sinônimo de razão, motivo, circunstância

A tirinha a seguir retrata bem o que estamos tentando dizer.

uso dos porques

Quando usar o por que?

Retomamos à tirinha. No primeiro quadrinho, temos o menino fazendo a seguinte pergunta: Por que é separado? Neste caso, o autor empregou o uso do porque da forma correta (separado e sem acento). Usado normalmente em perguntas, este porque assume a função de pronome interrogativo.

Vamos a alguns exemplos.

Exemplos:

  • Por que você fez isso?
  • Por que ele faltou à aula hoje?
  • Por que não foi ao baile?

O “por que” também pode ser utilizado no meio de frases e orações não-interrogativas, assumindo a função de pronome relativo. Nesse caso, o por que substitui expressões como “pelo qual” e “por qual”.

Exemplos:

  • O lugar por que eu passei é lindo.
  • Não entendo o motivo por que tantas dúvidas.
  • Não sei por que você não quer ir.

Quando usar o porque?

Enquanto o por que (separado e sem acento) é utilizado, normalmente, em frases interrogativas, o porque (junto e sem acento) será utilizado para responder ao questionamento. Nesse caso, o porque assume a função de conjunção explicativa.

Vamos a alguns exemplos:

  • Passei porque estudei.
  • Não queria sair porque não me sentia bem.
  • Não fui ao cinema porque precisava estudar para a prova.
  • Leve o casaco porque vai fazer frio.

Quando usar o porquê?

Já o porquê (junto e com acento) você sempre vai utilizar como sinônimo de motivocausaindagação. Por ter a função de substantivo, o “porquê” admite o uso do artigo definido ou indefinido, podendo ser flexionado no plural. Pode aparecer, ainda , junto de um pronome ou numeral.

Vamos a alguns exemplos:

  • Não sei o porquê te tanto medo.
  • Qual é o porquê desta vez?
  • Você precisa me dizer o porquê.
  • Todos estavam rindo, mas ninguém me disse o porquê.

É fácil observar esse exemplo no último quadrinho da tirinha, quando um dos interlocutores fala “O porquê eu não sei!”. Na substituição pelo sinônimo, teríamos “O motivo eu não sei!”; “A causa eu não sei”.

Quando usar o por quê?

E, para finalizar, o por quê (separado e com acento) é utilizado normalmente ao fim de frases interrogativas, seguido sempre de um ponto de interrogação ou ponto final. O “por quê” é formado pela preposição “por” seguida do pronome interrogativo tônico “quê”.

  • Ele faltou à aula. Você sabe por quê?
  • Você vai a pé, por quê?
  • Você não comeu? Por quê?

Leia também…

CURSOS PARA VESTIBULAR

Fernando Brito

Fernando Brito

Jornalista com experiência em web, TV, impresso, assessoria de comunicação, mídias sociais, cerimonial e media training. Atualmente é responsável pelo jornalismo do Estratégia Vestibulares, atuando como coordenador de conteúdo.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Quem nunca teve dúvidas sobre o uso do mau ou mal que atire a primeira
Viagem ou viajem... Talvez você já tenha confundindo em algum momento os termos. E se
Mais ou mas... As duas palavras existem na língua portuguesa, mas elas têm funções bastante
Entre as classes de palavras temos o adjetivo. Adjetivo é toda e qualquer palavra que
As palavras da língua portuguesa são divididas em dez classes, entre elas está o substantivo,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *