Além de já ter sido tema de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o cinema brasileiro é uma vasta fonte de conhecimento para desenvolver o repertório necessário para ir bem na maioria dos vestibulares.

Afinal, essas obras mostram situações vividas cotidianamente na sociedade brasileira e problemas que surgem como consequência da falta de políticas públicas. Para te ajudar, o Blog do EV em parceria com o Estratégia Vestibulares listou 9 filmes brasileiros para citar na redação e ampliar o seu repertório sociocultural:

Veja também: Saiba como utilizar alusões históricas na redação
filmes citar na redação
Foto: Divulgação/Colagem: Estratégia Vestibulares

1 – Central do Brasil (1998)

O filme gira em torno de Dora, uma ex-professora, que escreve cartas para pessoas analfabetas, que contam a ela o que querem dizer as suas famílias. Amargurada e golpista, embolsa o dinheiro sem mesmo enviar as cartas. Quando uma de suas clientes morre, acaba embarcando com Josué, um órfão de nove anos, pelo interior do Nordeste em busca do pai da criança. 

Temáticas abordadas: relações familiares, migração, violência, analfabetismo, religião e pobreza. 

2 – Saneamento Básico (2007)

Um problema de saneamento básico em uma pequena cidade brasileira faz com que moradores batalhem para conseguir tratamento de esgoto onde vivem, mas, ao longo dessa comédia, eles descobrem que não há verbas para solucionar o problema.

Temáticas abordadas: meio ambiente, saúde pública, recursos naturais e políticas públicas. 

3 – O Auto da Compadecida

Praticamente um clássico do cinema brasileiro, o filme homônimo da peça teatral de Ariano Suassuna conta a história de João Grilo e Chicó, que tentam sobreviver à pobreza no sertão da Paraíba dando pequenos golpes. Até que um dia o vilarejo em que moram é atacado pelo cangaceiro Severino de Aracaju e, após alguns enganos, João Grilo precisa interceder para que Nossa Senhora Aparecida o salve do “julgamento final”.

Temáticas abordadas: racismo, religiosidade, desigualdade social, pobreza, preconceito, moral e ética.

4 – Que Horas Ela Volta? (2015)

Val, vivida por Regina Casé, deixa sua filha no interior do Pernambuco para ser babá de Fabinho, um menino rico que mora em São Paulo, e tentar dar uma vida melhor para a menina. Às vésperas do Vestibular de Fabinho, ela recebe uma ligação de sua filha Jéssica, que também está indo prestar o mesmo Vestibular. Val e Jéssica iniciam sua relação mãe-filha na casa onde Val mora e também é a empregada doméstica, mas a situação se complica quando Jéssica se revolta com o comportamento de todos na casa.

Temáticas abordadas: motivação para o vestibular, relações sociais, consciência de classe, machismo e desigualdade social.

5 – Estou me aguardando para quando o Carnaval chegar (2019)

Neste documentário, um cineasta mostra o impacto da frenética produção de jeans sobre a cidade de Toritama, em Pernambuco, onde os moradores não veem a hora do Carnaval chegar para poderem descansar e se divertir. 

Temáticas abordadas: relações trabalhistas, consciência de classe, meio ambiente, comércio local e relações familiares.

6 – Bacurau (2019)

Bacurau, um pequeno povoado do sertão brasileiro, some misteriosamente do mapa. Com o tempo, os moradores do local percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade. Carros começam a ser baleados, pessoas começam a morrer, e os personagens chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Os moradores unem-se para tentar identificar quem são os inimigos e tentarem se defender. 

Temáticas abordadas: pobreza, xenofobia, uso de armas, violência, regionalismo.

7 – O Menino e o Mundo (2013)

Um garotinho morava com os pais em uma pequena cidade do campo, até que seu pai acaba partindo para a cidade grande em busca de trabalho. Com saudades do pai e com o coração cheio de vida, o garotinho arruma as malas para a cidade também, mas, ao chegar lá, depara-se com uma realidade social sem perspectivas, com inúmeros trabalhadores sendo explorados pelo mercado de trabalho.

Temáticas abordadas: pobreza, exploração de trabalhadores, perspectivas sociais, consciência de classe, relações familiares.

8 – Cidade de Deus (2002)

O filme conta como o crime organizado chegou e se desenvolveu na Cidade de Deus, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro (RJ) e que transformou-se em uma das favelas mais violentas do estado em meados dos anos 80. Quem narra a história é Buscapé, um dos moradores da região, que consegue “fugir” do crime ao tornar-se um fotógrafo e utiliza do seu dom para acompanhar o dia a dia daqueles que convivem na violência.

Temáticas abordadas: violência urbana, preconceito, racismo, pobreza e desigualdade social.

9 – Aquarius (2016)

Aquarius é um antigo prédio, localizado em frente à praia de Boa Viagem (PE), que está ameaçado de demolição. O plano da construtora responsável pela obra é transformá-lo em um prédio de alto padrão. Porém, uma jornalista aposentada é a única que se nega a vender o seu apartamento, prendendo-se às memórias que construiu no local e defendendo o seu direito de permanecer morando ali.

Temáticas abordadas: especulação imobiliária, patrimônio, memória afetiva e envelhecimento

E aí, quais dessas obras cinematográficas brasileiras você já assistiu? Aproveite e veja outras opções para desenvolver o seu repertório sociocultural sobre diversos temas:

+ 5 filmes sobre Tecnologia para aumentar o seu repertório sociocultural
+ 5 filmes sobre Saúde para aumentar o seu repertório sociocultural
+ 7 citações coringa para utilizar em qualquer redação
+ Quais são as 5 competências da redação do Enem?

Você pode gostar também