Última atualizaçao em: 05 de Novembro de 2020, ás 19:55

Mais ou mas… As duas palavras existem na língua portuguesa, mas elas têm funções bastante diferentes e devem ser empregadas nas situações em que elas são exigidas. Por isso, criamos este artigo para explicar o que são esses dois termos e quando usar na fala e na escrita.

Mais ou mas: dica básica

Para entender melhor, nós criamos dicas básicas para você saber a diferença do uso do mais e do mas. É bastante simples:

  • masé usado para dar ideia de oposição e contrariedade
  • maisé indicativo de quantidade e intensidade

Quando usar o mais?

Você vai utilizar o mais sempre quando for transmitir uma ideia ou noção de quantidade, de intensidade ou de excesso. Dependendo do contexto, ele pode vir assumir a função de conjunção, substantivo, advérbio de intensidade, preposição e até mesmo um pronome indefinido.

Exemplos do uso do mais:

  • João é o aluno mais inteligente da turma.
  • Gostaria de viajar mais vezes.
  • Fizemos a divisão, foi o mais justo.
  • Vai ser mais rápido se você for por esse caminho.

Um bizu: para saber se você está utilizando o mais da forma correta, basta trocar pelo seu antônimo: “menos”.

Quando usar o mas?

Diferente do mais, o mas é uma conjunção adversativa que dá ideia de oposição e contrariedade. Seu significado vem sempre carregado de uma ideia de oposição. O uso do “mas” segue o exemplo das conjunções “porém”, “todavia” ou “contudo”.

Exemplos do uso do mas:

  • Ele estudou, mas não conseguiu passar.
  • Maria é uma boa aluna, mas fica nervosa na prova.
  • João está estressado, mas ele costuma ser calmo.
  • O resultado saiu, mas ela não foi aprovada.

CURSOS PARA VESTIBULAR

2 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também