Última atualizaçao em: 05 de Novembro de 2020, ás 20:17

Figuras de Linguagem é um tema muito importante e cobrado de forma recorrente em provas de vestibular. Elas são essenciais em todas as áreas do português e você precisa conhecer bem cada uma delas. Por isso, escrevo esse artigo.

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que as figuras de linguagem são recursos utilizados para garantir maior expressividade ao texto. Elas tornam a linguagem mais rica, expressiva e podem aparecer em quatro grandes grupos que vamos conhecer logo a seguir.

Nós criamos um artigo para cada figura de linguagem com conceitos e exemplos práticos. A ideia é que você aprenda de forma que as identifique facilmente. Assim, responderá a qualquer questão de prova, seguro do que está fazendo, sem medo de errar.

Figuras de Linguagem: tipos

Como mencionado anteriormente, as Figuras de Linguagem são classificadas em quatro: figuras de palavra, figuras de sintaxe, figuras de pensamento e figuras de som. A seguir, você confere o conceito e a classificação de cada uma delas.

Figuras de Palavra

Entre os tipos de Figuras de Linguagem esta está associada ao significado das palavras. As Figuras de Palavra são classificadas em: catacrese, comparação, metáfora, metonímia, perífrase e sinestesia. Escrevi um artigo em que você vai conhecer cada uma delas e aprender por exemplos.

Figuras de Sintaxe

Outro tipo de Figura de linguagem são as Figuras de Sintaxe. Em resumo, elas são recursos associados à organização e estrutura gramatical das frases. As figuras de sintaxe são classificadas em assíndeto, polissíndeto, anacoluto, apóstrofe, elipse hipérbato, pleonasmo, silepse e zeugma.

Figuras de Pensamento

As Figuras de Pensamento são recursos associados à combinação de ideias e pensamentos, ou seja, à interpretação das frases. Elas são classificadas em: eufemismo, gradação, hipérbole, ironia, paradoxo e personificação (prosopopeia).

Figuras de Som

Já as Figuras de Som são aqueles recursos associados aos sons das palavras. Podem ser classificados em Aliteração, assonância, onomatopeia e paronomásia.

Figuras de Linguagem: questão de vestibular

Vamos ver como as Figuras de Linguagem podem aparecer em questões de vestibulares.

Questão FUVEST/ 2009 (Adaptada)

Eu amo a rua. Esse sentimento de natureza toda íntima não vos seria revelado por mim se não julgasse, e razões não tivesse para julgar, que este amor assim absoluto e assim exagerado é partilhado por todos vós. Nós somos irmãos, nós nos sentimos parecidos e iguais; nas cidades, nas aldeias, nos povoados, não porque soframos, com a dor e os desprazeres, a lei e a polícia, mas porque nos une, nivela e agremia o amor da rua. É este mesmo o sentimento imperturbável e indissolúvel, o único que, como a própria vida, resiste às idades e às épocas. Tudo se transforma, tudo varia – o amor, o ódio, o egoísmo. Hoje é mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia. Os séculos passam, deslizam, levando as coisas fúteis e os acontecimentos notáveis. Só persiste e fica, legado das gerações cada vez maior, o amor da rua.

João do Rio. A alma encantadora das ruas.

Em “nas cidades, nas aldeias, nos povoados”, “hoje é mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia” e “levando as coisas fúteis e os acontecimentos notáveis”, ocorrem, respectivamente, os seguintes recursos expressivos:

a) eufemismo, antítese, metonímia.
b) hipérbole, gradação, eufemismo.
c) metáfora, hipérbole, inversão.
d) gradação, inversão, antítese.
e) metonímia, hipérbole, metáfora.

Gabarito: D

Comentários

Em “nas cidades, nas aldeias, nos povoados” há uma gradação, pois parte de um elemento de maior dimensão (cidade) para outro de menor dimensão (aldeia), até por fim chegar em um de dimensão ainda menor (povoado).

Em “hoje é mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia” há uma inversão, também chamada de hipérbato. A ordem direta para esta oração seria “Hoje, o riso é mais amargo, a ironia mais dolorosa”.

Em “levando as coisas fúteis e os acontecimentos notáveis” há duas ideias opostas convivendo na mesma oração: “coisas fúteis” e “acontecimentos notáveis”. Portanto, há aqui uma antítese.

Espero que tenham gostado deste artigo tratando sobre Figuras de Linguagem. Siga-me nas redes sociais:

Instagram: @professoracelinagil

Facebook: @professora.celina.gil

0 Shares:
Você pode gostar também