Conhecer as classes de palavras é importante para a interpretação e redação de textos. Por isso, estar atento aos substantivos, pronomes, adjetivos, advérbios e construções frasais é crucial para os vestibulandos. 

Por essa razão, o Estratégia Vestibulares preparou um artigo sobre os adjetivos e como eles aparecem no Enem. Acompanhe a seguir!

O que são adjetivos?

Adjetivos são aquelas palavras que adicionam características aos substantivos. Ou seja, é o termo que adiciona modo, aparência, aspecto, estados e qualidades a um substantivo da frase.

Por exemplo, no enunciado “Andrew é lindo e cheiroso”, o enunciador adiciona qualidades ao substantivo próprio “Andrew” – assim, as palavras “lindo e cheiroso” são adjetivos. 

Os tipo de adjetivos

Existem algumas classificações para adjetivos, as quais serão abordadas nos tópicos seguintes:

  • Adjetivos Simples: possuem somente um radical, como magro, chato, legal, fofo, etc.;
  • Adjetivos Compostos: compostos por mais de um radical, como sociocultural, infravermelho, norte-americano, azul-ciano, entre outros;
  • Adjetivos Primitivos: são primitivos porque não são derivados de outras palavras. Como os termos bonito, cheio, mau, bom e outros;
  • Adjetivos Derivados: são originados a partir de outras palavras, por exemplo esverdeado, amarelado, pequenino, desorganizado; e 
  • Adjetivos Pátrios: demonstram a origem geográfica de um substantivo, em ordem continental, nacional,  regional, estadual ou municipal. Como acontece com europeu, brasileiro, sulista, baiano e campineiro. 

Classificação por Gênero

A classificação conforme o gênero remete a concordância entre o substantivo e o adjetivo que se liga a ele. Veja alguns exemplos:

  • A aluna engraçada fez uma piada; e
  • O aluno engraçado fez uma piada.

Além disso, existem adjetivos que se adequam aos dois gêneros sem a necessidade da flexão, conheça alguns deles:

  • A jogadora inteligente fez uma boa partida;
  • O jogador inteligente fez uma boa partida;
  • A menina alegre sorria diariamente; e
  • O menino alegre sorria diariamente.

Classificação por Número

A classificação por número está relacionada com o singular e o plural dos substantivos a que eles se referem. Veja modelos nos tópicos seguintes:

  • Os alunos espertos foram bem na prova; 
  • O aluno esperto foi bem na prova;
  • A garota alegre tirou muitas fotos da estátua; e
  • As garotas alegres tiraram muitas fotos da estátua.

Classificação por Grau

Classificar os adjetivos conforme seu grau está ligado à intensidade daquela característica sobre os substantivos com que se relacionam.
O grau comparativo faz o paralelo entre a mesma característica para dois substantivos diferentes, em relações de igualdade, superioridade ou inferioridade. Confira:

  • A menina era mais falante do que sua irmã (superioridade);
  • A menina era tão falante quanto sua irmã (igualdade); e
  • A menina era menos falante do que sua irmã (inferioridade). 

Por sua vez, o grau superlativo indica a qualidade de um substantivo frente a um grupo ou frente a uma média. Veja:

  • Superlativo Relativo: destaca um substantivo em relação a um grupo.
    • Superioridade: A menina era a mais falante da turma; e
    • Inferioridade: A menina era a menos falante da turma.
  • Superlativo Absoluto: destaca um substantivo em relação a uma média.
    • Sintético: Andrew é inteligentíssimo; e 
    • Analítico: Andrew é muito inteligente.

Orações subordinadas adjetivas

As orações subordinadas adjetivas são orações que adicionam uma característica a um sujeito e podem ser classificadas em restritivas ou explicativas.

Oração subordinada adjetiva restritiva

É a construção de uma oração que caracteriza o substantivo separando-o de um grupo, como por exemplo: “o treinador gosta dos jogadores que se dedicam ao esporte”. Nesse caso, o treinador gosta restritamente dos jogadores dedicados.

Oração subordinada adjetiva explicativa

Por outro lado, essa segunda construção generaliza o sentido da frase,  adicionando características a todas as pessoas do grupo, veja: “o treinador gosta dos jogadores, que se dedicam ao esporte”. Nessa situação, todos os jogadores são dedicados e o treinador gosta de todos eles. 

Locução adjetiva

Locução adjetiva é o conjunto de palavras que possuem função de caracterizar ou qualificar um substantivo, ou seja, tem a função de um adjetivo. Conheça, a seguir, alguns modelos:

  • “Esse esgoto serve para água de chuva(pluvial);
  • “Abra a janela para que entre a luz do sol(solar); e
  • “Ela não come mais carne de boi (bovina).

Geralmente, é possível trocar as locuções adjetivas por uma única palavra. Apesar disso, elas são muito importantes para evitar a repetição de termos dentro de um texto, ou redação – esteja atento a esse recurso!

Questões de Adjetivos no Enem

Enem 2019

Adjetivos - Enem

De acordo com esse infográfico, as redes sociais estimulam diferentes comportamentos dos usuários que revelam

a) exposição exagerada dos indivíduos
b) comicidade ingênua dos usuários.
c) engajamento social das pessoas.
d) disfarce do sujeito por meio de avatares.
e) autocrítica dos internautas.

Conforme as informações da imagem, existem diversos tipos de adjetivos para o comportamento dos internautas. Para responder à questão, é necessário que note-se a ênfase que o autor deu ao exagero como em: “a mãe orgulhosa demais”, “o(a) lindo(a) demais para não mostrar”, “a única bem-amada”, “o bem relacionado de ocasião”, entre outros. 

Assim, pela adjetivação de comportamentos e perfis da internet, é possível perceber o destaque para a exposição exagerada dos indivíduos, conforme descreve a alternativa A.

Enem PPL 2014

Soneto

Oh! Páginas da vida que eu amava,
Rompei-vos! nunca mais! tão desgraçado!…
Ardei, lembranças doces do passado!
Quero rir-me de tudo que eu amava!
E que doido que eu fui! como eu pensava
Em mãe, amor de irmã! em sossegado
Adormecer na vida acalentado
Pelos lábios que eu tímido beijava!
Embora – é meu destino. Em treva densa
Dentro do peito a existência finda
Pressinto a morte na fatal doença!
A mim a solidão da noite infinda!
Possa dormir o trovador sem crença.
Perdoa minha mãe – eu te amo ainda!

AZEVEDO, A. Lira dos vinte anos. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

A produção de Álvares de Azevedo situa-se na década de 1850, período conhecido na literatura brasileira como Ultrarromantismo. Nesse poema, a força expressiva da exacerbação romântica identifica-se com o(a)

a) amor materno, que surge como possibilidade de salvação para o eu lírico.
b) saudosismo da infância, indicado pela menção às figuras da mãe e da irmã.
c) construção de versos irônicos e sarcásticos, apenas com aparência melancólica.
d) presença do tédio sentido pelo eu lírico, indicado pelo seu desejo de dormir.  
e) fixação do eu lírico pela ideia da morte, o que o leva a sentir um tormento constante.  

Conforme os adjetivos existentes no soneto (fatal doença, noite infinda, treva densa, desgraçado) é possível perceber uma fixação do eu lírico pela ideia da morte, o que causa uma angústia em seu ser, marcada por expressões como “a solidão da noite infinda”. Dessa forma, a alternativa correta é a letra E.

Precisa saber mais sobre Português para o Enem? Assista as aulas de Português do Estratégia Vestibulares:

Acompanhe o Blog do Estratégia e fique por dentro das notícias e matérias mais importantes para os vestibulares! 

Você pode gostar também