O soneto é uma importante estrutura textual utilizada em alguns poemas e pode ser cobrada, principalmente, em questões interpretativas na prova de Língua Portuguesa do Enem e de outros vestibulares do país, como a Unicamp – que contempla os sonetos de Luís de Camões em sua lista de obras literárias.

Então, não perca esse conteúdo que o Estratégia Vestibulares preparou para você gabaritar sua prova de literatura e ficar mais perto de realizar seu sonho de entrar na universidade!

O que é soneto?

O soneto é uma estrutura utilizada em poemas e é composta por quatorze versos.

Essa forma literária foi bastante utilizada por poetas do Classicismo, como Luís de Camões, e do Arcadismo, como Cláudio Manuel da Costa, por exemplo.

Quais os tipos de soneto?

Dentre diversos tipos de soneto, alguns dos principais são:

  • Soneto inglês ou shakespeariano: poema composto por três quartetos e um dístico; 
  • Soneto italiano ou petrarquiano: esse soneto é composto por dois quartetos e dois tercetos; 
  • Soneto estrambótico: é o poema ao qual foram adicionados versos; 
  • Soneto monostrófico: quando o soneto é composto por apenas uma estrofe com quatorze versos; e 
  • Soneto incompleto: quando o poema apresenta menos de quatorze versos.
Soneto

Estrutura do soneto

Como você viu acima, a estrutura do soneto pode variar de acordo com o tipo de poema que o autor está escrevendo. Contudo, existem alguns elementos fundamentais do soneto que você precisa saber para a sua prova. Veja alguns elementos a seguir:

Estrofe 

A estrofe do soneto é o conjunto de versos. Ou seja, o conjunto de linhas de palavras daquele poema, e pode ser categorizado, principalmente, entre:

  • Monóstico: apenas um verso;
  • Dístico: dois versos;
  • Terceto: três versos;
  • Quarteto: quatro versos;
  • Quintilha: cinco versos; e
  • Sextilha: seis versos.

Verso

O verso é cada linha que compõe a estrofe, e pode ser classificado de acordo com a quantidade de sílabas poéticas que o formam. Veja alguns tipos de verso abaixo:

  • Verso livre: sem quantidade pré determinada;
  • Monossílabo: apenas uma sílaba poética;
  • Redondilha menor: cinco sílabas poéticas;
  • Redondilha maior: verso com sete sílabas poéticas; e 
  • Verso alexandrino: contém doze sílabas poéticas.

Rima

As rimas ocorrem quando palavras que possuem finais com sons semelhantes, como em “lua” e “rua” ou em “choveu” e “pneu”, se repetem no poema, e acabam trazendo uma certa musicalidade ao texto pela repetição desses sons parecidos. 

Exemplos de soneto

Conforme publicado no site da COMVEST – comissão de vestibular da Unicamp -, os sonetos de Luís de Camões são contemplados como obra literária do processo seletivo da universidade. Logo, leia um dos sonetos selecionados pela banca:

A fermosura desta fresca serra – soneto 136

A fermosura fresca serra,

e a sombra dos verdes castanheiros,

o manso caminhar destes ribeiros,

donde toda a tristeza se desterra;

o rouco som do mar, a estranha terra,

o esconder do sol pelos outeiros,

o recolher dos gados derradeiros,

das nuvens pelo ar a branda guerra;

enfim, tudo o que a rara natureza

com tanta variedade nos ofrece,

me está (se não te vejo) magoando.

Sem ti, tudo me enoja e me aborrece;

sem ti, perpetuamente estou passando

nas mores alegrias, mor tristeza.

Exercício

Agora que você já sabe o que é um soneto e como identificá-los, teste seus conhecimentos com essa questão que o Estratégia Vestibulares selecionou para você:

(Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM)

Leia a posteridade, ó pátrio Rio,

 Em meus versos teu nome celebrado,

 Por que vejas uma hora despertado

 O sono vil do esquecimento frio:

 Não vês nas tuas margens o sombrio,

 Fresco assento de um álamo copado;

 Não vês ninfa cantar, pastar o gado

 Na tarde clara do calmoso estio.

 Turvo banhando as pálidas areias

 Nas porções do riquíssimo tesouro

 O vasto campo da ambição recreias.

 Que de seus raios o planeta louro

 Enriquecendo o influxo em tuas veias,

 Quanto em chamas fecunda, brota em ouro.

COSTA, C. M. Obras poéticas de Glauceste Satúrnio.

Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 8 out. 2015.

A concepção árcade de Cláudio Manuel da Costa registra sinais de seu contexto histórico, refletidos no soneto por um eu lírico que 

  1. busca o seu reconhecimento literário entre as gerações futuras.
  2. contempla com sentimento de cumplicidade a natureza e o pastoreio.
  3. lamenta os efeitos produzidos pelos atos de cobiça e pela indiferença.
  4. encontra na simplicidade das imagens a expressão do equilíbrio e da razão.
  5. recorre a elementos mitológicos da cultura clássica como símbolos da terra.

Gabarito: C

Gostou do conteúdo que o Estratégia Vestibulares preparou para você ir bem na prova de Língua Portuguesa e de Literatura do Enem e do seu vestibular? Então não perca nossos próximos artigos! Aproveite para conhecer os nossos cursos, que são pensados para você alcançar seu sonho de entrar na universidade. Clique no banner abaixo e confira!

Banner Estratégia Vestibulares
0 Shares:
Você pode gostar também