Correção da prova de Inglês UNESP 2021 – 2º dia

Olá pessoal, tudo bem? Eu sou a Fabiana Lanza, English teacher no Estratégia Vestibulares. Aqui está a correção da prova de Inglês da UNESP 2021, 2º dia.

Questão 01

Comentários:

No cartum, vemos uma garota tendo sua bolsa roubada por um ladrão. Ela, então, grita: “help a thief!!”. A polícia se aproxima e ela comemora. Mas a polícia não a ajuda, e, na verdade, dá uma carona ao ladrão. Ela questiona: “por que você não está prendendo-o?”, ao que o policial responde: “vírgulas, mocinha”. Como no pedido de ajuda da moça não havia uma vírgula após “help”, ela acabou dizendo “ajudem um ladrão” em vez de “socorro, um ladrão”. Assim, para que a história tivesse um desfecho favorável à garota, seria necessário inserir uma vírgula após “Help” (1o quadrinho), apenas.

A alternativa A está correta, conforme explicado acima.

A alternativa B está incorreta. Não usamos vírgula após wh-words, de modo geral. E não há problema algum na vírgula após commas, que isola o vocativo “lady”.

A alternativa C está incorreta. Não usamos vírgula após wh-words, de modo geral.

A alternativa D está incorreta. Não há problema algum na vírgula após commas, que isola o vocativo “lady”, não devendo ser suprimida.

A alternativa E está incorreta. Como vimos, inserir uma vírgula após “Help” (1o quadrinho) resolveria o problema. Mas suprimir a vírgula após “Commas” (4o quadrinho) não é correto, nem seria útil para um desfecho favorável para a garota.

Gabarito: A

Questão 8

A tirinha do “help a thief”, assim como o meme do primeiro dia de prova, foi cobrada em um dos provões de bolsas do Estratégia Vestibulares que elaborei, abordando na questão exatamente o fato de a vírgula (ou da falta dela) poder alterar completamente o sentido da frase, veja:

Questão 6

Comentários:

A anedotadiz que dois homens entraram em um bar. Um homem pediu H2O (fómula da água). O outro disse “eu vou querer H2O também”. O problema é que também em Inglês (too) tem a mesma sonoridade do número 2 (two). O atendente do bar, então, entendeu two em vez de too, e serviu peróxido de hidrogênio (água oxigenada) para o segundo homem (H2O2), o qual morreu após ingerir esse líquido tóxico.

Gabarito: A

Questão 21 a 24

Leia o texto para responder às questões de 21 a 24.

            Scientists say climate change, deforestation and fires could cause the world’s largest rainforest to dry out. The big question is how soon that might happen. Seen from a monitoring tower above the treetops near Manaus, in the Brazilian Amazon, the rainforest canopy stretches to the horizon as an endless sea of green. It looks like a rich and healthy ecosystem, but appearances are deceiving. This rainforest — which holds 16,000 separate tree species — is slowly drying out.

            Over the past century, the average temperature in the forest has risen by 1-1.5 o C. In some parts, the dry season has expanded during the past 50 years, from four months to almost five. Severe droughts have hit three times since 2005. That’s all driving a shift in vegetation. In 2018, a study reported that trees that do best in moist conditions, such as tropical legumes from the genus Inga, are dying. Those adapted to drier climes, such as the Brazil nut tree (Bertholletia excelsa), are thriving.

            At the same time, large parts of the Amazon, the world’s largest rainforest, are being cut down and burnt. Tree clearing has already shrunk the forest by around 15% from its 1970s extent of more than 6 million square kilometres; in Brazil, which contains more than half the forest, more than 19% has disappeared. Last year, deforestation in Brazil spiked by around 30% to almost 10,000 km2 , the largest loss in a decade. And in August 2019, videos of wildfires in the Amazon made international headlines. The number of fires that month was the highest for any August since an extreme drought in 2010.

(www.nature.com, 25.02.2020. Adaptado.)

Questão 21

Comentários:

De acordo com o primeiro parágrafo, a floresta amazônica pode acabar secando devido às mudanças climáticas, desmatamento e incêndios. Veja o trecho do primeiro parágrafo que comprova essa ideia: “Scientists say climate change, deforestation and fires could cause the world’s largest rainforest to dry out.” = Os cientistas dizem que as mudanças climáticas, o desmatamento e os incêndios podem fazer com que a maior floresta tropical do mundo seque.

A alternativa A está incorreta. O primeiro parágrafo não afirma que a floresta amazônica já se regenerou, uma vez que parece verde e saudável. O parágrafo afirma que as aparências enganam. “It looks like a rich and healthy ecosystem, but appearances are deceiving.” = Parece um ecossistema rico e saudável, mas as aparências enganam.

A alternativa B está correta. De acordo com o primeiro parágrafo, a floresta amazônica pode acabar secando devido às mudanças climáticas, desmatamento e incêndios. “Scientists say climate change, deforestation and fires could cause the world’s largest rainforest to dry out.” = Os cientistas dizem que as mudanças climáticas, o desmatamento e os incêndios podem fazer com que a maior floresta tropical do mundo seque.

A alternativa C está incorreta. O primeiro parágrafo não afirma que a floresta amazônica já atingiu um estado que dificulta a recuperação de incêndios e desmatamento.

A alternativa D está incorreta. O primeiro parágrafo não afirma que a floresta amazônica perdeu mais de 16 mil espécies de árvores na última década. “This rainforest — which holds 16,000 separate tree species — is slowly drying out.” = Esta floresta tropical – que contém 16.000 espécies de árvores diferentes – está secando lentamente.

A alternativa E está incorreta. O primeiro parágrafo não afirma que a floresta amazônica parece grande e resiliente, então o desmatamento e os incêndios terão um impacto moderado (mild).

Gabarito: B

Questão 22

Comentários:

De acordo com o segundo parágrafo, uma mudança na vegetação pode ser percebida pela expansão das árvores adaptadas às condições climáticas mais secas. Veja o trecho do segundo parágrafo que comprova essa ideia: “That’s all driving a shift in vegetation. In 2018, a study reported that trees that do best in moist conditions, such as tropical legumes from the genus Inga, are dying. Those adapted to drier climes, such as the Brazil nut tree (Bertholletia excelsa), are thriving.” = Isso tudo está causando uma mudança na vegetação. Em 2018, um estudo relatou que as árvores que se dão melhor em condições úmidas, como as leguminosas tropicais do gênero Inga, estão morrendo. Aquelas adaptadas a climas mais secos, como a castanha-do-pará (Bertholletia excelsa), estão prosperando.

A alternativa A está incorreta. O segundo parágrafo não afirma que uma mudança na vegetação pode ser percebida por alteração da localização das árvores.

A alternativa B está incorreta. O segundo parágrafo não afirma que uma mudança na vegetação pode ser percebida pela diminuição substancial das árvores de Inga e castanha do Brasil.

A alternativa C está correta. De acordo com o segundo parágrafo, uma mudança na vegetação pode ser percebida pela expansão das árvores adaptadas às condições climáticas mais secas, conforme vimos acima.

A alternativa D está incorreta. O segundo parágrafo não afirma que uma mudança na vegetação pode ser percebida pela adaptação de espécies vegetais a meses mais longos de seca.

A alternativa E está incorreta. O segundo parágrafo não afirma que uma mudança na vegetação pode ser percebida pela redução da população de castanheiras atingida por três severas secas.

Gabarito: C

Questão 23

Veja o que diz o terceiro parágrafo:

Ao mesmo tempo, grandes partes da Amazônia, a maior floresta tropical do mundo, estão sendo cortadas e queimadas. O desmatamento de árvores já encolheu a floresta em cerca de 15% em relação à extensão de 1970 de mais de 6 milhões de quilômetros quadrados; no Brasil, que contém mais da metade da floresta, mais de 19% desapareceram. No ano passado, o desmatamento no Brasil aumentou em cerca de 30%, para quase 10.000 km2, a maior perda em uma década. E em agosto de 2019, vídeos de incêndios florestais na Amazônia chegaram às manchetes internacionais. O número de incêndios naquele mês foi o maior em qualquer agosto desde uma seca extrema em 2010.

Assim, de acordo com o terceiro parágrafo, a floresta amazônica teve uma redução de cerca de 15% da extensão que tinha nos anos 1970. Veja o trecho do terceiro parágrafo que comprova essa ideia: “Tree clearing has already shrunk the forest by around 15% from its 1970s extent of more than 6 million square kilometres;” = O desmatamento de árvores já encolheu a floresta em cerca de 15% em relação à extensão de 1970 de mais de 6 milhões de quilômetros quadrados.

Gabarito: E

Comentários:

Vemos, no cartum, os seguintes dizeres: “que diferença faz mesmo um aquecimento de 1.5º C?”. A segunda imagem, porém, demonstra que, faz, sim, bastante diferença, pois esse pequeno aumento na temperatura provocou um derretimento significativo do cubo de gelo, percepção essa que pode ser aplicada ao ambiente como um todo no que se refere aos impactos do aquecimento global.

Gabarito: B

Questão 24

Comentários:

No cartum, vemos uma garota suplicando ao desmatador “não corte as árvores, elas mantêm a temperatura baixa, ao que ele reponde “o que? desculpa, eu não te escuto”. O cartum constrói um cenário que ilustra, de um lado, os argumentos dos ambientalistas, e, de outro, os desmatadores, recusando-se a ouvir tais argumentos.

Gabarito: A

Questão 25

Comentários:

“Deforestation often follows a fishbone pattern, as loggers clear trees perpendicular to main roads. Opening a single new road can have a high environmental impact.” → O desmatamento geralmente segue um padrão de espinha de peixe, à medida que os madeireiros derrubam árvores perpendiculares às estradas principais. A abertura de uma única estrada nova pode ter um alto impacto ambiental.

Dessa forma, o retângulo destacado no mapa e seu texto informam que, muitas vezes, o desmatamento ocorre em entradas perpendiculares após a construção de estradas, conforme afirma a letra C.

Gabarito: C

Questão 26 a 28

Questão 26

Comentários:

O país coberto pela floresta amazônica apresentado no mapa que apresenta menos sinais de desmatamento (representado no mapa pela cor vermelha – deforestation) é a Guiana Francesa.

Gabarito: D

Questão 27

Comentários:

No trecho “Deforestation often follows a fishbone pattern”, a palavra sublinhada indica a frequência com que algo acontece, significando frequentemente, geralmente. → O desmatamento geralmente segue um padrão espinha de peixe.

Often não expressa modo (manner), gradualidade (graduality), confirmação (confirmation) nem negação (denial). Expressa frequency.  

Gabarito: E

Questão 29 a 30

            A UN assessment published this week on the progress made in stemming the global loss of species made depressing reading. Not one of the 20 targets adopted by 196 countries in a convention on biodiversity in 2010 has been met. And the latest biennial Living Planet Report from the WWF, an environmental group, found that animal populations worldwide shrank by an average of two-thirds between 1970 and 2016. The falls were greatest in the tropics. In Latin America and the Caribbean animal populations fell by 94%, on average, during the period. It is some comfort that around the world biodiversity and climate change have become big political issues. In Australia koala bears have almost brought down a state government.

(www.economist.com, 18.09.2020.)

Questão 29

Comentários:

A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto fornece más notícias sobre a perda de biodiversidade, conforme afirma a letra A. Veja: “A UN assessment published this week on the progress made in stemming the global loss of species made depressing reading.” = Uma avaliação da ONU publicada esta semana sobre o progresso feito para conter a perda global de espécies tornou a leitura deprimente.

A alternativa A está correta. A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto fornece más notícias sobre a perda de biodiversidade.

A alternativa B está incorreta. A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto não fornece crítica às 20 metas adotadas em uma convenção.

A alternativa C está incorreta. A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto não fornece uma perspectiva climática encorajadora.

A alternativa D está incorreta. A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto não fornece uma discussão sobre visões políticas sobre o aquecimento global.

A alternativa E está incorreta. A Publicação das Nações Unidas (ONU) mencionada no texto não fornece ideias interessantes sobre preservação da biodiversidade a serem seguidas.

Gabarito: A

Questão 30

Comentários:

O gráfico mostra detalhes sobre o seguinte trecho do texto:

(A) “É um consolo que em todo o mundo a biodiversidade e as mudanças climáticas tenham se tornado grandes questões políticas”.

(B) “Uma avaliação da ONU publicada esta semana sobre o progresso feito na redução da perda global de espécies”.

(C) “Na Austrália, os ursos coala quase derrubaram um governo estadual”.

(D) “Nenhuma das 20 metas adotadas por 196 países em uma convenção sobre biodiversidade em 2010 foi cumprida”.

(E) “Na América Latina e no Caribe a população animal caiu 94%, em média, no período”. → No gráfico: Living planet index, species populations = Índice de planeta vivo, populações de espécies.

Gabarito: E

Questão 84

Comentários:

Veja o que diz o trecho do livro, trazido pela questão:

Goste ou não, somos membros de uma família grande e particularmente barulhenta chamada de grandes macacos. Nossos parentes vivos mais próximos incluem chimpanzés, gorilas e orangotangos. Os chimpanzés são os mais próximos. Há apenas 6 milhões de anos, uma macaca solteira tinha duas filhas. Uma se tornou o ancestral de todos os chimpanzés, a outra é nossa própria avó. (Sapiens: Uma breve história da humanidade, 2014.)

Em trecho anterior, o autor indica que o surgimento de organismos vivos data de 3,8 bilhões de anos atrás. Comparada a essa informação anterior, a expressão “Just 6 million years ago” (Apenas 6 milhões de anos atrás), presente no trecho transcrito, justifica-se por indicar que a origem da espécie humana é RECENTE (6 MILHÕES DE ANOS ATRÁS NUM PERÍODO DE 3,8 BILHÕES DE ANOS) , pois corresponde a POUCO MAIS DE UM MILÉSIMO do período do surgimento dos organismos vivos.

Gabarito: E

Por ora é só, pessoal. Espero ter ajudado e muito sucesso na sua trajetória!

Fabiana Lanza

Professora de Inglês no Estratégia

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também