Banner Artigo

Heredogramas ou Genealogias: as representações da Genética

Data 17/12/2019

Categorias Biologia | Dicas de Estudo

Olá, tudo bem? Eu sou a profª. Bruna Klassa, professora de Biologia do Estratégia Vestibulares e no artigo de hoje eu vou tratar sobre um tema que comumente cai no vestibular. Uma das representações mais características da Genética são as genealogias ou heredogramas.

Heredogramas: conceito

Os heredogramas são diagramas que demonstram por meio de símbolos os indivíduos de uma família, indicando o sexo, a ordem de nascimento e o grau de parentesco.

São muito utilizados nas questões que discutem como um determinado gene se manifesta através das gerações, especialmente genes relacionados a doenças.

Vamos entender o que é e como se constrói um heredograma a partir de questões que já foram cobradas em vestibulares.

Observe o heredograma a seguir:

Heredogramas ou Genealogias

A primeira coisa que precisamos entender é o que esses símbolos significam:

Heredogramas ou Genealogias

O heredograma apresentado representa uma família com pessoas afetadas por uma condição genética, por exemplo, a capacidade de dobrar a língua.

Os indivíduos afetados são: 1, 2, da geração I, e 3 e 4, da geração II. 1 e 2 são casados e 3 e 4 são filhos do casal.

Observe, contudo, que o casal tem um terceiro filho que não consegue dobrar a língua (indivíduo 2 da geração II). Isso significa que esse casal é heterozigoto, pois seus filhos apresentam os dois fenótipos possíveis (dobrar a língua e não dobrar a língua).

Se eles fossem homozigotos, todos os seus filhos apresentariam fenótipo igual ao deles.

Veja:

✓ Se fossem AA, então: AA x AA = 100% AA

✓ Se fossem aa, então: aa x aa = 100% aa

Considere, então, que o casal seja Aa. Vamos colocar isso no diagrama:

Heredogramas ou Genealogias

As possibilidades de descendência de um cruzamento entre heterozigotos são dadas por:

Aa
AAAAa
aAaaa

Sabemos que o filho 2 da geração II é recessivo. Logo, todos os indivíduos não afetados são recessivos também. Contudo, o casal II-4 e II-5 apresenta filhos normais, recessivos.

Então, sabemos também que o indivíduo II-4 só pode ser heterozigoto. Já para o filho afetado II-3, não podemos afirmar se ele é heterozigoto (Aa) ou homozigotos (AA). Não há informações para concluirmos qual o genótipo por ele apresentado.

O que podemos dizer com esse heredograma, então? Podemos dizer que a capacidade de dobrar a língua é uma condição genética hereditária, determinada por um alelo autossômico dominante. Lembre-se que alelo autossômico significa que o gene não é ligado aos cromossomos sexuais, ou seja, ele ocorre nos cromossomos das células somáticas.

Vale dizer que, em um heredograma, geralmente, os irmãos são indicados da esquerda para a direita, por ordem de nascimento.

Então é isso, pessoal. Espero que vocês tenham gostado desse artigo sobre heredogramas. Qualquer dúvida, deixe seu comentário ou entre em contato através do Fórum de Dúvidas ou através das redes sociais.

Abraço,

Professora Bruna Klassa.

Instagram:@profbrunaklassa

Leia mais…

CURSOS PARA VESTIBULAR

Prof. Bruna Klassa

Prof. Bruna Klassa

Graduada em Biologia pela Universidade Estadual de São Paulo, Unesp. Especialista em Evolução, Sistemática, Biogeografia e Conservação Ambiental, é também Mestra e Doutora em Biologia pela Universidade Federal do ABC.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Olá, caro aluno. Seja Bem-Vindo. Escrevo este artigo para disponibilizar a você as questões de
Olá, pessoal… Tudo bem? Sou o prof. Saulo, do Estratégia Vestibulares, e escrevo este artigo
Viagem ou viajem... Talvez você já tenha confundindo em algum momento os termos. E se
Mais ou mas... As duas palavras existem na língua portuguesa, mas elas têm funções bastante
Entre as classes de palavras temos o adjetivo. Adjetivo é toda e qualquer palavra que

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *