Para muitos pode parecer a mesma coisa, mas o status da Instituição de Ensino Superior (IES) é controlado de perto pelo Ministério da Educação (MEC) e está diretamente ligado ao enfoque de ensino, às oportunidades acadêmicas durante a graduação e à vivência universitária. 

Especialmente para quem vai prestar o Enem e concorrer a programas como o Programa Universidade para Todos (Prouni) e Sistema de Seleção Unificada (Sisu), há uma grande quantidade de opções disponíveis de IES para escolher. Para entender melhor e escolher sem erro, se liga nessa matéria que o Estratégia Vestibulares preparou pra você!

As universidades são agrupamentos que datam o século 387 a.C., criadas por Platão. A mais antiga em funcionamento é a Universidade de Bolonha, na Itália, fundada em 1088. Colagem: Lucas Zanetti

O que é uma universidade?

A universidade é uma IES ligada ao tripé universitário: ensino, pesquisa e extensão. Trata-se de uma instituição ligada às formas de saber humano, em várias áreas, com objetivo de produção de conhecimento. Oferece formação superior profissional e acadêmica e tem a finalidade de produzir ciência, tecnologia e artes.

Além disso, para ser considerada uma universidade, a IES precisa ter um quadro de um terço de docentes com mestrado ou doutorado.

Portanto, a universidade é um conjunto de faculdades que, integradas, contribuem para criação, disseminação e aplicação dos saberes produzidos pela comunidade acadêmica. Também trabalha com o aprofundamento, especialização por meio da pós-graduação e cursos de mestrado e doutorado, além da cooperação internacional. 

As instituições mais conceituadas pelos rankings nacionais e internacionais são as que cumprem tais critérios com maior rigor, qualidade e competência. Mas afinal, o que significa cada um dos eixos do tripé universitário?

Tripé universitário: Ensino

O ensino é a prática mais conhecida de qualquer IES e são as trocas de conhecimento entre docentes (professores) e discentes (estudantes) na graduação e pós-graduação, com o intuito de formação profissional e, no caso das universidades, acadêmica, científica e artística. 

A modalidade mais conhecida e disseminada de ensino é a aula, estabelecida como momento de compartilhamento de saberes a partir de estratégias e didáticas de ensino e com base na produção científica sobre a área de formação específica do curso lecionado.

Tripé universitário: Pesquisa

Tão importante quanto o ensino, a pesquisa caracteriza-se pelas práticas de investigação e análise científica, com a finalidade de produção de conhecimento. Compõe a pesquisa os grupos de estudos, laboratórios, projetos experimentais, revistas de divulgação científica, eventos, congressos e simpósios. 

É possível iniciar na ciência logo no início da graduação, por meio de projetos de iniciação científica que podem contar ou não com bolsas disponibilizadas pelas agências de fomento como o CNPq e a Fapesp. O currículo acadêmico que inclui as produções científicas é o currículo Lattes, essencial para pesquisadores e aspirantes. 

Tripé universitário: Extensão universitária

A extensão é composta por projetos cuja finalidade é atender à comunidade e a cidade em que se localiza a universidade, com o propósito de desenvolvimento social, econômico, cultural e de prestação de serviços. As possibilidades são infinitas, de acordo com as possibilidades de cada área de atuação profissional e os recursos destinados para os projetos. 

São exemplos de projetos de extensão: atendimentos médicos e odontológicos gratuitos em universidades, projetos de educação e desenvolvimento em escolas públicas, jornais, revistas, rádios e televisões comunitárias, empresas júnior de consultoria, entre várias outras possibilidades. 

A extensão trata-se de uma contribuição social que se torna ainda mais necessária entre as universidades públicas, uma vez que são mantidas pela arrecadação de impostos de toda sociedade. O projeto de extensão também acaba por ser o primeiro contato profissional de muitos estudantes, especialmente em regiões onde os estágios são mais escassos. 

O que é uma faculdade?

Uma faculdade é um IES que se concentra em um campo específico do saber, podendo integrar ou não uma universidade ou centro universitário. Ao contrário da universidade, a faculdade precisa de autorização do MEC para criação de qualquer novo curso e não precisa estar calcada no tripé universitário, podendo oferecer apenas o ensino aos seus estudantes. Muitas têm como foco o mercado de trabalho.

Os docentes de uma faculdade podem ter a titulação mínima de especialização lato sensu (gerais, que não envolvem necessariamente pesquisa). Outra característica é que a faculdade não necessita oferecer pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado com produção científica). 

Dessa forma, a faculdade tem uma exigência acadêmica menos rígida com relação à universidade, tendo como foco principal o ensino e a formação profissional.

O que é um Centro Universitário?

Para complicar ainda mais, existem os centros universitários. Mas afinal, o que são e por que recebem essa nomenclatura? Em resumo, os centros universitários são IES maiores do que as faculdades e menores do que as universidades. 

Os centros universitários, assim como as universidades, têm autonomia para criar novos cursos sem autorização do MEC, mas precisam oferecer somente a pesquisa ou a extensão além das práticas de ensino. Também precisam ter um terço do corpo docente formado por mestres ou doutores e podem oferecer cursos em diversas áreas. 

Universidade, faculdade ou centro universitário: qual escolher?

A universidade é capaz de oferecer oportunidades e conhecimentos mais abrangentes, específicos e científicos da carreira, com uma formação que pode ser mais densa do que as demais. A faculdade tem fama de ter foco no mercado de trabalho e na prática profissional. 

No entanto, os tipos de IES acabam sendo flexíveis, sendo possível encontrar boas experiências científicas e profissionais em qualquer tipo de instituição. O importante mesmo é checar se a instituição escolhida é reconhecida pelo MEC, possui bons indicadores de ensino e bom desempenho nas demais áreas. 

É muito importante ter em mente o tipo de formação que é prioridade para você e em qual tipo de IES que vale a pena apostar. Converse com professores, familiares e amigos para traçar um objetivo e comece a estudar já! Seja qual for sua escolha, o Estratégia Vestibulares está aqui para te ajudar a chegar lá.

Veja também:

banco de questões estratégia vestibulares

Você pode gostar também
curso letras
Leia mais

Tudo sobre o curso de Letras

Pensa em estudar Letras? O Estratégia Vestibulares reuniu as principais informações sobre o curso para ajudar a saber mais sobre a área.