Última atualizaçao em: 05 de Novembro de 2020, ás 16:28

Olá, pessoal… Tudo bem? Sou o prof. Saulo, do Estratégia Vestibulares, e escrevo este artigo para Resolver a prova da Unicamp 2020, da disciplina de Geografia. Nesta página, você vai conferir a resolução comentada completa. Vamos nessa??

Prova Unicamp 2020

Questão 19

Matriz energética é o conjunto de fontes de energia disponíveis. Os gráficos a seguir representam a matriz energética no mundo e no Brasil, mostrando as fontes de energia renováveis e não renováveis.

[1] Carvão.
[2] Petróleo e derivados.
[3] Gás natural.
[4] Nuclear.
[5] Energia hidráulica.
[6] Biomassa.
[7] Energia solar, eólica e geotérmica.
[8] Derivados de cana-de-açúcar.
[9] Lenha e carvão vegetal.
[10] Outras fontes não renováveis.
[11] Lixívia (líquido resultante do processamento da madeira para extração da celulose) e outras fontes renováveis.

(Fonte: http://www.epe.gov.br/pt/abcdenergia/matriz-energetica-e-eletrica. Acessado em 02/05/2019.) Considerando seus conhecimentos sobre meio ambiente e as informações fornecidas, assinale a alternativa correta.

a) A matriz energética brasileira utiliza menor porcentagem de energia renovável que a mundial, com o uso predominante de combustíveis fósseis.

b) Gás natural, biomassa, energia hidráulica, energia solar, eólica e geotérmica são as fontes renováveis de energia utilizadas na matriz mundial.

c) A matriz energética brasileira é mais dependente de fontes renováveis de energia do que a matriz mundial, como alternativa ao uso de combustíveis fósseis.

d) Os biocombustíveis derivados da cana-de-açúcar e do gás natural são as principais fontes renováveis nas matrizes brasileira e mundial, respectivamente.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. A matriz energética brasileira utiliza maior porcentagem e não menor.
  • b) Incorreto. Gás natural é uma fonte não renovável.
  • c) Correto. Segundo os gráficos em pizza, o Brasil utiliza cerca de 50% de fontes renováveis e o mundo em torno de 25%.
  • d) Incorreto. Gás natural é uma fonte não renovável.

Gabarito: C

Questão 21

No período da Guerra Fria, os conflitos geopolíticos implicavam riscos nucleares e ataques físicos a infraestruturas como estradas, redes elétricas ou gasodutos. Hoje, além dessas implicações, a Ciberguerra ou Guerra Fria Digital

a) representa uma possibilidade real de interferência em sistemas informacionais nacionais, mas seu uso efetivo mantém-se apenas como uma ameaça.

b) baseia-se na capacidade integrada de sistemas computacionais espionarem governos antagônicos, com o objetivo de manipular informações de todo tipo.

c) envolve o uso de softwares (malwares) e programas robôs para invadir redes sociais e computadores, mas nunca interferiu em processos eleitorais.

d) visa ao controle da informação como uma forma de poder político, mas inexistem, no mundo, cibercomandos, ou seja, a quarta força armada.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. A ciberguerra não é apenas uma ameaça.
  • b) Correto. Por meio da ciberguerra pode-se derrubar um tirano, acessar dados nucleares, desativar satélites etc.
  • c) Incorreto. A ciberguerra interfere no processo eleitoral.
  • d) Incorreto. A ciberguerra existe.

Gabarito: b

Questão 22

O chamado Triângulo Norte da América Central (TNAC) é uma das regiões mais violentas do planeta, equiparando-se às zonas de guerra. Grupos organizados praticam diariamente extorsão, perseguição, sequestros, assassinatos, abuso sexual, entre outros crimes. Em 2018, sob condições extremas de pobreza e violência, sem escolha, milhares de pessoas do TNAC abandonaram suas casas, deslocando-se por perigosas rotas em direção ao México e aos EUA.

Considerando essa situação geográfica, indique os países que compõem a região do TNAC e a atual estratégia adotada pela população emigrante.

a) Venezuela, Costa Rica, Nicarágua; pequenos grupos deslocam-se por trens para fugir da violência dos guias ilegais (coyotes).

b) El Salvador, Honduras, Guatemala; os emigrantes deslocam-se a pé em grandes caravanas por ser mais seguro e para se beneficiarem de apoio mútuo.

c) Cuba, Haiti, República Dominicana; pequenos grupos deslocam-se em barcos, por ser mais seguro e para diminuir os custos da travessia.

d) Belize, Nicarágua, Guatemala; os emigrantes deslocam-se a pé em grandes caravanas para diminuir os custos com os guias ilegais (coyotes).

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. A Venezuela está na América do Sul.
  • b) Correto. A violência força as pessoas a se deslocarem.
  • c) Incorreto. O deslocamento por barco não é seguro.
  • d) Incorreto. Os “coyotes” atuam como guia a partir do México para entrar nos EUA.

Gabarito: b

Questão 23

Moçambique foi atingido por três ciclones tropicais entre março e abril de 2019. Ciclone tropical é um termo geral para grandes e complexas tempestades que giram em torno de uma área de baixa pressão formada em águas oceânicas tropicais ou subtropicais quentes. A formação de um ciclone tropical requer enormes quantidades de calor na superfície da água, que devem atingir no mínimo 26,5°C, e ventos de pelo menos 119 km/h em algum ponto da tempestade.

A partir do exposto, assinale a alternativa que explica a gênese dos ciclones tropicais na costa de Moçambique.

a) A corrente marítima das Agulhas foi responsável pelo deslocamento das águas superficiais aquecidas para áreas de baixa pressão situadas no canal de Moçambique.

b) O clima semiárido e desértico no litoral de Moçambique faz com que as águas de sua costa estejam sempre aquecidas, favorecendo assim a formação dos ciclones.

c) Os ciclones que atingem o litoral de Moçambique têm origem no encontro das águas quentes do Oceano Atlântico com o Oceano Índico, no cabo da Boa Esperança.

d) A corrente marítima de Benguela foi responsável pelo deslocamento das águas aquecidas do Oceano Índico para o canal que separa Moçambique de Madagascar.

Resolução Comentada

  • a) Correto. A corrente marítima das Agulhas é quente, passando pela costa sudeste africana.
  • b) Incorreto. O litoral de Moçambique não é árido.
  • c) Incorreto. O cabo da Boa Esperança localiza-se na África do Sul.
  • d) Incorreto. A corrente marítima de Benguela é fria e atua no litoral sudoeste africano.

Gabarito: a

Questão 24

A origem da sociedade em rede decorre do desenvolvimento dos meios de transporte, das comunicações e da transmissão de energia, característica essencial da organização espacial da sociedade moderna – uma sociedade umbilicalmente ligada à evolução da técnica, à aceleração das interligações e da movimentação das pessoas, de objetos e de capitais sobre os territórios. Nesse contexto, tem lugar a mudança, associada à rapidez do aumento da densidade e da escala da circulação.

(Adaptado de Ruy Moreira, Da região à rede e ao lugar: a nova realidade e o novo olhar geográfico sobre o mundo. etc…,espaço, tempo e crítica. n. 1(3), p. 57,2007.)

No mundo contemporâneo, as redes configuram uma nova forma de organização geográfica das sociedades porque

a) colocam todos os lugares em conexão, garantem fluidez ao processo global de produção e homogeneízam os espaços.

b) anulam a importância dos territórios e fronteiras nacionais na articulação da geopolítica mundial, reconfigurando a geografia do poder.

c) constituem sistemas usados livremente pelas sociedades em busca de projetos emancipatórios, ampliando os conflitos e as disputas políticas.

d) sobrepõem-se, na escala mundo, às configurações regionais do passado, impondo um novo funcionamento reticular e hierárquico aos territórios.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. Nem todos os lugares são conectados.
  • b) Incorreto. A rede não anula a importância dos territórios.
  • c) Incorreto. A rede não visa projetos emancipatórios.
  • d) Correto. Graças aos meios de comunicação e de transporte as redes ficaram mais integradas.

Gabarito: d

Questão 25

A esculturação das diferentes formas de relevo é resultado da interação entre diferentes agentes exógenos na paisagem, tal como ocorre com as falésias.

A partir do exposto e da ilustração abaixo, indique a alternativa que descreve os processos de recuo da falésia.

Legenda: A: deslizamento; B: queda; C: fluxo de lama; D: água subterrânea; E: deriva litorânea (sentido das ondas).

(Adaptado de Paul R. Pinet, Fundamentos de Oceanografia. São Paulo: LTC, 2017, p. 269.)

a) A evolução das falésias resulta de processos geomorfológicos marinhos responsáveis pela erosão da base das escarpas e pelo transporte do material.

b) A ação da erosão marinha não interfere na evolução das escarpas das falésias, pois a variação dos níveis de água subterrânea é o principal agente dessa forma de relevo.

c) As falésias são escarpas esculpidas em rochas metamórficas, alteradas intempericamente por agentes exógenos pluviais e marinhos em áreas tropicais.

d) As falésias são formas de relevo tipicamente costeiras e sua evolução se dá a partir da interação de processos geomorfológicos marinhos e continentais.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. Apesar de o contato das ondas com o paredão rochoso formar as falésias, o enunciado pede para levar em conta a ilustração que apresenta deslizamento, queda e fluxo de lama, isto é, processos geomorfológicos continentais (e não apenas marinhos) que contribuem com o recuo da falésia.
  • b) Incorreto. A erosão marinha interfere na evolução das escarpas.
  • c) Incorreto. Normalmente, visualizamos falésias de rochas sedimentares ou magmáticas. Além disso, essa alternativa não descreve o recuo da falésia.
  • d) Correto. Apesar de a alternativa descrever o que é uma falésia. Logo depois, com base na imagem, ela menciona que os processos geomorfológicos marinhos e continentais são fundamentais no recuo da falésia.

Gabarito: D

Questão 26

As condições atuais do clima global são responsáveis pela diferenciação da salinidade dos oceanos em diferentes latitudes, conforme a ilustração abaixo.

A partir do texto e do gráfico, é correto afirmar que:

a) Os baixos teores de sais dos oceanos são observados em toda a faixa de baixas latitudes, em decorrência do balanço existente entre o excesso de precipitação e o declínio da evaporação ao longo de todo o ano.

b) O excesso de precipitação nas áreas de médias latitudes e na proximidade dos polos é responsável pela ocorrência de maior salinidade nos oceanos do Hemisfério Sul.

c) Nas áreas próximas a 90º de latitude, a salinidade dos oceanos é similar, pois as condições climáticas favorecem a ocorrência de grandes volumes de chuva e um grande deficit de evaporação.

d) O percentual mais baixo de salinidade dos oceanos nas altas latitudes tem relação com a maior entrada de água doce nos oceanos, que ocorre em razão do derretimento de geleiras.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. Nem toda baixa latitude possui baixo teor de sal.
  • b) Incorreto. Não há excesso de precipitação nos polos.
  • c) Incorreto. O gráfico apresenta apenas a latitude 90º N. Assim, não dá para comparar com 90º S.
  • d) Correto. As geleiras são de água doce.

Gabarito: d

Questão 27

O petróleo continua sendo a fonte de energia mais importante do mundo. A posse de reservas, o transporte e a capacidade de refino figuram como elementos de soberania nacional e estratégicos em um mundo extremamente competitivo. Em relação ao petróleo no Brasil, é correto afirmar:

a) As descobertas das reservas nacionais ocorreram a partir dos anos 1980 e a Bacia de Campos (RJ) é hoje a principal produtora do país.

b) A extração nacional é cada dia maior, mas a inexistência de oleodutos exige que o transporte seja realizado por meio rodoviário.

c) A maior produção em terra provém do Estado do Rio Grande do Norte e, em mar, do pré-sal situado entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

d) Apesar de possuir grandes reservas, especialmente com as descobertas do pré-sal, não há refino no país, por isso os derivados são importados.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. As reservas nacionais foram descobertas no final da década de 1930.
  • b) Incorreto. O Brasil possui oleodutos.
  • c) Correto. Na realidade, o Pré-Sal envolve uma área desde o Espírito Santo até Santa Catarina.
  • d) Incorreto. O Brasil possui refinarias.

Gabarito: c

Questão 28

Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE) – Distrito Federal.

Observando o mapa acima e considerando o conhecimento sobre o tema, é correto afirmar que a área representada é uma região de planejamento composta por

a) três entes federativos, instituída nos anos 1990 para promover o desenvolvimento econômico e melhorias em políticas públicas; tem sua origem no processo de metropolização de Brasília-DF.

b) dois entes federativos, instituída nos anos 1970 para ordenar a política de transportes face à elevada oferta de trabalho existente nos municípios do entorno do Distrito Federal.

c) três entes federativos, instituída nos anos 1980 para promover o desenvolvimento sustentável com preservação do patrimônio histórico e natural face ao elevado crescimento demográfico regional.

d) dois entes federativos, instituída nos anos 1960 para promover setores da agroindústria e dos serviços; tem sua origem nas estratégias de integração previstas no planejamento regional.

Resolução Comentada

  • a) Correto. Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais são 3 entes federativos e foi instituída em 1998, visando o desenvolvimento econômico do entorno de Brasília.
  • b) Incorreto. São 3 entes.
  • c) Incorreto. Foi instituída em 1998.
  • d) Incorreto. São 3 entes.

Gabarito: a

Questão 31

As coordenadas geográficas são um sistema de linhas imaginárias traçadas sobre o globo terrestre ou um mapa. Através da interseção de um meridiano com um paralelo, podemos localizar cada ponto da superfície da Terra. Como a Terra apresenta uma superfície quase esférica, é possível determinar dois pontos diametralmente opostos, denominados antípodas. Apenas algumas cidades brasileiras têm uma cidade antípoda, como Coari (AM) e Pontes e Lacerda (MT). Assinale a alternativa que indica duas cidades antípodas.

a) Pontes e Lacerda (Brasil) – 15º latitude S e 60º longitude W; Candelária (Filipinas) – 15º latitude N e 60º longitude E.

b) Coari (Brasil) – 4º latitude S e 63° longitude W; Temon (Malásia) – 4º latitude N e 63º longitude E.

c) Coari (Brasil) – 4º latitude S e 63° longitude W; Temon (Malásia) – 4º latitude N e 117º longitude E.

d) Pontes e Lacerda (Brasil) – 15º latitude S e 60º longitude W; Candelária (Filipinas) – 75º latitude N e 120º longitude E.

Resolução Comentada

Antípoda são pontos opostos do planeta conectados por uma linha reta que atravessa o centro da Terra. Por exemplo, a antípoda do Meridiano de Greenwich é a Linha Internacional da Mudança de Data. Um exemplo mais preciso, a antípoda da Coreia do Sul é o Uruguai, isso quer dizer que se traçarmos uma linha reta a partir da Coreia do Sul, fazendo com que ela cruze o centro da Terra, essa linha chegará ao Uruguai.

A latitude possui o mesmo grau e se um for Norte o outro é Sul. A longitude varia entre 0 e 180º no sentido Leste e 0 e 180º no sentido Oeste. Portanto, para achar a antípoda deve-se subtrair por 180º.

Gabarito: c

Questão 55

A catástrofe de Tchernóbil (1986) foi o mais grave desastre tecnológico do século XX. As explosões lançaram na atmosfera diversos elementos radioativos. Hoje, uma em cada cinco pessoas nas fronteiras da Bielorússia vive em território contaminado. Em consequência da ação constante de pequenas doses de radiação, a cada ano, cresce no país o número de doentes de câncer, de deficientes mentais, de pessoas com disfunções neuropsicológicas e com mutações genéticas. (Adaptado de Svetlana Aleksiévitch, Vozes de Tchernóbil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, p.10.) A partir do documento acima e de seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

a) A construção da Central Elétrica Atômica de Tchernóbil ocorreu em um momento de embate da URSS com o mundo ocidental capitalista. Tendo em vista que os elementos lançados ao ambiente têm tempos de meiavida curtos, novas tecnologias químicas conseguiram sanar os danos ambientais e humanos gerados pelo acidente.

b) O acidente de Tchernóbil é um marco do desmantelamento da URSS. O acidente gerou danos ambientais e humanos que não foram solucionados até hoje, uma vez que os elementos lançados ao ambiente têm tempos de meia-vida longos.

c) O acidente de Tchernóbil é um marco do fortalecimento da URSS. Ele gerou danos ambientais e humanos que não foram solucionados até hoje, uma vez que os elementos lançados ao ambiente têm tempos de meia-vida longos.

d) A construção da Central Elétrica Atômica de Tchernóbil ocorreu em um contexto de expansão das relações da URSS com a Coreia do Norte e a China. Tendo em vista que os elementos lançados ao ambiente têm tempos de meia-vida curtos, novas tecnologias químicas conseguiram sanar os danos ambientais e humanos gerados pelo acidente.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. Os elementos possuem meia-vida longos.
  • b) Correto. Como ocorreu em 1986, a União Soviética já se encontrava enfraquecida.
  • c) Incorreto. O acidente de Tchernóbil não fortaleceu a União Soviética, pelo contrário, prejudicou.
  • d) Incorreto. A construção da usina de Tchernóbil não expandiu as relações entre União Soviética, China e Coreia do Norte.

Gabarito: b

Questão 90

Nas últimas três décadas, vimos o fim de velhas unidades políticas e a emergência de novas: as unificações da Alemanha e do Iêmen, a desintegração da Checoslováquia, da Iugoslávia e da União Soviética, a secessão de países como Eritreia, Timor-Leste e Kosovo. Vimos também a expansão de esforços de integração política e econômica, a absorção de antigos membros do Pacto de Varsóvia na Otan, o envolvimento de exércitos nacionais em esforços da ONU pela manutenção da paz e a mobilização de outros tantos exércitos na tentativa de conter e definir o terrorismo como fenômeno político.

(Adaptado de Sebastião Nascimento, Vinte anos sem muro em Berlim: novas faces da violência política. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v.26, n. 77, out. 2011.)

Sobre esta nova condição histórica e geopolítica internacional, é correto afirmar:

a) As décadas que nos separam da queda do Muro de Berlim e do fim da Guerra Fria representam um período de continuidade das formas e demandas políticas no plano internacional e de manutenção da cartografia mundial.

b) A reunificação alemã foi decisiva nesse processo global. Ela fez desaparecer o maior símbolo da Guerra Fria na Europa, a Alemanha dividida. A queda do Muro de Berlim em 1989 e o 11 de setembro de 2001 são marcos desse processo.

c) Após a descolonização nos anos de 1950 e 1960, a dessovietização do mundo nos anos de 1990 reforçou o imperialismo, compreendido como um sistema de Estados nacionais iguais sob o direito internacional.

d) Desde 1989, o Estado nacional democrático alcançou todo o globo com eleições livres, não apenas no Leste Europeu, mas também nos países orientais. Na retórica política comum, destaca-se o fenômeno do terrorismo atlântico.

Resolução Comentada

  • a) Incorreto. Após a Guerra Fria não houve um período de continuidade e sim de multipolaridade.
  • b) Correto. A queda do Muro de Berlim e o 11 de setembro são condições históricas e geopolíticas internacionais.
  • c) Incorreto. A dessovietização não reforçou o imperialismo.
  • d) Incorreto. Nem todos os países são democráticos.

Gabarito: b

É isso, pessoal! Espero que tenham curtido a resolução da prova de Geografia do vestibular UNICAMP 2020. Sigam-me nas redes sociais. Têm muitas dicas lá. Mande uma mensagem, caso tenha tido alguma dúvida. Abraços!

Instagram: @prof.sauloteruotakami

CURSOS PARA UNICAMP

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também