A hidrografia percebe o perfil aquático das regiões e permite a criação de infraestruturas com base nessas características. Ou seja, além de suas aplicações científicas, essas pesquisas apresentam importância social, política e econômica. 

Para te ajudar a compreender os conceitos da hidrografia, o Estratégia Vestibulares preparou um artigo que compila as principais informações sobre esse tema, bem como a importância do ciclo d’água para o assunto. Ao final, treine seu conhecimento com questões resolvidas do assunto. Vamos lá?

O que é hidrografia?

A hidrografia é o ramo da geografia que se dedica ao estudo dos corpos hídricos do Planeta Terra. Por meio dela é possível traçar o perfil aquático das regiões, com base na estrutura geológica, geomorfologia, vegetação, clima, entre outros fatores.

Essa ciência é importante quando, por exemplo, um país é cortado por diversos rios caudalosos. Nesse caso, as políticas públicas  podem ser definidas para a construção de vias de transporte aquáticas, que façam o deslocamento de pessoas e/ou mercadorias.

Os profissionais responsáveis por catalogar essas informações, desde pequenos lagos até aos grandes rios, são chamados de hidrógrafos. No Brasil, essa atividade se destaca quando o assunto é construção de hidrelétricas, uma das principais fontes de energia da atualidade nacional. 

Hidrosfera

Na hidrografia, a soma das águas dispostas em na Terra é chamada de hidrosfera, que também pode ser denominada por camada líquida da Terra. Ela representa, aproximadamente, 97% dos componentes do planeta — grande parte concentrada nos mares e oceanos. 

Você deve estar se perguntando: se a Terra é predominantemente formada por água, por que muitas pessoas dizem que a água está acabando? Aqui vai a resposta:

Embora grande parte do planeta seja composto por água, a maior parte dessa quantidade não está disponível para o consumo humano, seja pelo congelamento nos polos ou pela concentração de sais nos mares e oceanos.

Além desses fatores,a ação antrópica foi responsável pela poluição das águas, o que também diminui o estoque de água potável disponível na Terra. 

hidrografia - hidrosfera

Hidrografia: ciclo da água

A hidrografia busca entender os corpos hídricos e os processos que envolvem a água durante suas diferentes etapas na Terra. Para isso, é dado o nome de ciclo da água, que será descrito adiante. 

O ciclo da água é composto pelas transformações que esse recurso natural sofre na natureza. Ele acontece, principalmente, pelos processos de mudança de estado físico, como condensação, evaporação, liquefação, precipitação, além de mecanismos mais intuitivos como a infiltração dela no solo e a transpiração dos seres vivos.

O comportamento da água no planeta versa sobre o clima da região e é determinante para a fauna e flora do lugar. Por exemplo: na Floresta Amazônica, em que os corpos hídricos são abundantes, a umidade é alta, as plantas são mais biodiversas, os animais são numerosos e a disponibilidade de materiais orgânicos é alta.

Por outro lado, em locais como os desertos do Saara e Atacama, a baixa oferta de água e a aridez do clima contribuem para a existência de espécies animais e vegetais em menor quantidade, mas muito adaptadas às condições dos ambientes em que vivem.

Etapas do Ciclo da água na hidrografia

  • Evaporação: o calor irradiado pelo sol permite que moléculas de água evaporem em direção a atmosfera;
  • Condensação: as moléculas que estavam em forma de vapor são condensadas pela diferença de temperatura na atmosfera. Com isso, elas se acumulam e formam as nuvens — que são agregados de águas líquidas suspensas no ar;
  • Precipitação: quando o acúmulo de água é grande o suficiente, as partículas passam a precipitar sobre a Terra, o que ocasiona as chuvas. Quando a água precipitada encontra temperaturas muito frias, ela se solidifica e permite o aparecimento de granizo e neve; 
  • Infiltração: a água precipitada se deposita sobre a superfície terrestre e é infiltrada pelo solo, em diferentes níveis, conforme a composição e relevo das regiões — uma parte das água pluviais também podem ser deslocadas para os corpos hídricos, o que favorece o aumento de seus volumes;
  • Transpiração: a água infiltrada pode ser integrada ao metabolismo de plantas e animais, que devolvem o composto pela transpiração.

Rede hidrográfica

Em meio ao estudo da hidrografia, os pesquisadores subdividem os corpos hídricos em diferentes níveis de drenagem das águas — classificação chamada de rede hidrográfica. 

Nesse contexto, as bacias hidrográficas são os pontos que recebem a água drenada pela rede. Nela, geralmente, desemboca um rio e seus afluentes, como córregos, riachos, entre outros cursos d’água.

Além disso, elas podem ser alimentadas por águas subterrâneas, quando recebem água dos lençóis freáticos e também admitem conteúdos das chuvas provenientes das regiões de relevo mais elevado. 

Com essas informações é possível perceber que além dos aspectos hidrográficos da região, o relevo determina a localização e o volume das bacias. 

No território brasileiro, as duas principais bacias são a Bacia do Rio Amazonas, que é alimentada pelo corpo d’água de mesmo nome e presente em diversos países da América do Sul, e a Bacia do Rio Paraná, que envolve a região centro-sul e sudeste. 

Questão de hidrografia

Agora que você já conhece os principais conceitos, treine seu conhecimento com questões de hidrografia que já apareceram nos vestibulares. Acompanhe também a resolução proposta pelo Estratégia, confira a seguir!

UECE 1997

Sobre o ciclo hidrológico ou ciclo da água, é correto afirmar que:

a) o vapor d’água na atmosfera é oriundo da evaporação e da evapotranspiração, podendo cair sob a forma de chuvas.
b) a infiltração da água precipitada é maior nas rochas pouco porosas e impermeáveis.
c) a biosfera não tem relação com o movimento das águas do ciclo.
d) as águas que atingem os lençóis subterrâneos não integram o movimento do ciclo hidrológico.

O ciclo da água depende da evaporação e evapotranspiração, processos que geram vapor e permitem a condensação e precipitação de chuva. Quando a chuva cai, pode infiltrar, principalmente, em rochas porosas e de permeabilidade considerável. 

Toda a biosfera e a relação dos ecossistemas com a água interferem no ciclo da água, bem como os conteúdos aquáticos presentes no andar subterrâneo. Por isso, a alternativa correta é a letra A.

Assista uma aula grátis de hidrografia

Quer aprender mais sobre hidrografia e aprofundar seu conhecimento sobre o assunto? Assista ao vídeo abaixo e confira os tópicos mais relevantes citados pelo Professor de geografia do Estratégia, Saulo Takami. 

Precisa treinar suas habilidades para o Enem e vestibulares? Conheça nosso banco de questões. Não deixe de clicar no banner abaixo e conferir os cursos pré-vestibulares do Estratégia. Certamente existe um que se adequa a sua necessidade. Confira!

Estratégia Vestibulares cursos
Você pode gostar também
Teoria Neomalthusiana
Leia mais

Teoria Neomalthusiana

A Teoria Neomalthusiana é uma das teorias demográficas inseridas no campo das ciências populacionais. A geografia humana, eixo…