As coordenadas geográficas foram criadas para que o senso de localização e distância estejam padronizados entre as diferentes regiões. Elas são padrões numéricos e geométricos que permitem encontrar uma localidade com maior precisão no globo terrestre.

Para te ajudar a entender esse assunto e como ele aparece nas provas, o Estratégia Vestibulares preparou o artigo a seguir, que aborda as definições dos paralelos e meridianos, bem como a importância desses conceitos. Além disso, veja questões sobre o tema e treine seu entendimento. Vamos lá?

O que são coordenadas geográficas?

As coordenadas geográficas nada mais são do que linhas imaginárias traçadas sobre a superfície terrestre, que permitem uma melhor compreensão das dimensões. Elas são denominadas de paralelos e meridianos, e são definidas a partir de uma linha principal de grau 0º.

Paralelos

São coordenadas geográficas que consideram a linha do Equador como o 0º e ponto de partida. Seus valores variam de 0º a 90º e determinam a latitude do local. Veja na imagem abaixo um exemplo disso:

A linha do Equador, sendo um importante paralelo da cartografia, divide o mundo em duas principais regiões:

  • As localidades que se encontram acima dele estão no hemisfério Norte, boreal ou setentrional do planeta Terra, onde as latitudes são descritas positivamente ou carregam um “N” ao seu lado.
    Como exemplo: 45º N ou latitude +45º.
  • Os territórios localizados abaixo da linha do Equador estão situados no hemisfério Sul, austral ou meridional da Terra. Nesse caso, as latitudes podem ser representadas negativamente ou contêm “S”, indicando seu posicionamento.
    Por exemplo: 45ºS ou -45º de latitude. 

Em relação à incidência do sol, sabe-se que a linha do Equador é o ponto de maior influência dos raios solares. Por isso, as regiões que se encontram próximas a ele tendem a ter temperaturas mais altas, típicas do clima equatorial

Em termos de coordenadas geográficas, isso pode ser traduzido como: quanto menor a latitude de um país, maior a probabilidade de temperaturas altas e baixa amplitude térmica ao longo do ano.

Além da Linha do Equador, existem outros quatro paralelos importantes para o estudo geográfico, são eles:

  • Trópico de Capricórnio: que se encontra em uma latitude por volta de 22,5º S e atravessa partes do território brasileiro, como a cidade de São Paulo;
  • Trópico de Câncer: está localizado em latitudes próximas a 23º N e, portanto, passa por diversos territórios no hemisfério Norte;
  • Círculo Polar Ártico: presente na porção norte do planeta Terra, determina os climas polares em uma latitude de, aproximadamente 66º N; e 
  • Círculo Polar Antártico: encontra-se no polo oposto da Terra e marca a polaridade do clima, com latitude de aproximadamente 66ºS.

Como já mencionado neste artigo, a latitude tem forte influência sobre o clima das regiões. Além da proximidade com a linha do Equador, os comportamentos climáticos podem ser divididos em diferentes zonas a partir dos quatro paralelos citados na lista anterior, veja na imagem:

coordenadas geográficas e clima

Veja também: a diferença entre latitude e longitude.

Meridianos

Por sua vez, os meridianos marcam verticalmente a Terra e têm como ponto de partida o Meridiano de Greenwich, que corta a cidade de Londres, na Inglaterra. Nesse caso, quanto a linha de Greenwich marca 0º e os polos opostos demarcam +180º e -180º de longitude

Em termos de representação, as longitudes que estão a leste do principal devem carregar um sinal de positivo ou um “L” que marque esse direcionamento. Por sua vez, as linhas posicionadas a oeste de Greenwich possuem um sinal negativo ou a letra “O” que as identifica.

coordenadas geográficas - longitudes

Coordenadas geográficas e fusos horários

Além da importância de localização, esse tipo de coordenada geográfica é necessária para a marcação dos fusos horários. Eles são necessários para a regulação dos dias em relação aos diferentes países, uma vez que o mundo globalizado é caracterizado pela interdependência entre as nações, que precisam manter contato próximo.

Para determinar os fusos horários, foi estabelecida uma regra geral:

  • O meridiano de Greenwich marca a hora principal. Como exemplificação, imagine que seja 00h em Londres;
  • Para cada 15º oeste além do meridiano principal, uma hora a menos no fuso horário. O famoso horário de Brasília, por exemplo, está aproximadamente 45º a Oeste de Greenwich e, por isso, tem três horas a menos;
  • Para cada 15º no sentido leste, é acrescentada uma hora no fuso horário. Em algumas regiões como a China, ocorre a adição de 8h.

Além do meridiano principal, foi marcado um fuso horário que cruza o oceano Pacífico e determina a mudança de lado entre o polo oeste e leste do planeta — essa é a linha internacional da data (LID). Veja um exemplo hipotético:

Londres: 00h    21/11

Local A: 12h  20/11

Local B: 12h 21/11

Imagine que a LID separa os locais A e B. Perceba que enquanto um lado possui doze horas a mais que Londres, o outro tem doze horas a menos, assim, uma pessoa que cruze essa linha “muda de dia” no calendário de cada região.

Fusos horários no Brasil

A partir do conceito de fusos horários e a forma como eles são determinados, foram padronizados três horários para os territórios brasileiros, conforme a tabela seguinte:

LocalizaçãoFuso Horário (em relação a Greenwich)
Fernando de Noronha-2h 
Regiões Sul, Sudeste, Nordeste e os estados de Goiás, Tocantins, Amapá, Pará e o Distrito Federal (horário de Brasília)-3h
Estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Roraima, Rondônia, Amazonas e Acre-4h

Questão de coordenadas geográficas

Quer saber como esse assunto aparece nos vestibulares? Veja a questão que apareceu no Unesp e depois confira a resolução proposta pela Coruja.

UNESP 2011

Observe o planisfério.

Questão de coordenadas geográficas

As coordenadas geográficas (latitudes e longitudes) dos pontos 1 e 2, indicados no planisfério, são, respectivamente,

a) 30° L e 0°; 0° e 40° O.
b) 30° N e 0°; 0° e 60° O.
c) 0° e 30° N; 60° S e 0°.
d) 30° N e 30° O; 60° S e 60° O.
e) 30° S e 30° O; 60° N e 60° L.

O ponto 1 está localizado em uma latitude positiva, no paralelo de 30º N, enquanto sua longitude é o meridiano de Greenwich, com 0º.

Já o ponto 2 possui uma latitude nula e está na linha do Equador, enquanto sua longitude está a oeste do meridiano principal, com -60º ou 60ºO.

Dessa forma, a alternativa correta é letra B. 

Veja como entender melhor coordenadas geográficas!

Quer aprender os princípios da geografia? Assista a aula abaixo, onde são abordados os temas necessários para o conhecimento geográfico do zero, o que facilita o desenvolvimento em todas as vertentes da disciplina.

Precisa treinar suas habilidades para o Enem e vestibulares? Conheça nosso banco de questões. Não deixe de clicar no banner abaixo e conferir os cursos pré-vestibulares do Estratégia. Certamente existe um que se adequa a sua necessidade. Confira!

Estratégia Vestibulares cursos
Você pode gostar também
Teoria Neomalthusiana
Leia mais

Teoria Neomalthusiana

A Teoria Neomalthusiana é uma das teorias demográficas inseridas no campo das ciências populacionais. A geografia humana, eixo…