Última atualizaçao em: 05 de Novembro de 2020, ás 15:41

Você sabe o que é Modernidade? Saiba que esse é um conteúdo bastante recorrente em prova de vestibular. Por isso, é de suma importância que você tenha, pelo menos, noções básicas sobre o assunto. Quem é o sujeito moderno? Qual o seu papel na sociedade?

Eu sou o Prof. Fernando Andrade, e são questões como essas que vamos refletir neste artigo.

O que é modernidade?

Do ponto de vista filosófico, “modernidade” à consolidação de uma sociedade que não se vale mais da Religião como sistema de organização social. O conhecimento científico e a racionalidade renascentistas vai de forma crescente abalando a sociedade tradicional.

O século XVIII é decisivo. O Iluminsimo aliados às transformações sociais abalam a Monarquia a Religião e o aparato Jurídico-institucional. Na passagem do século XVIII para o XIX, as estruturas sociais da Europa são reconfiguradas, os discursos de validação de comportamento não se referem mais à tradição.

A organização social é pensada por especialistas. Vamos a uma exemplificação bem na moda hoje: se o indivíduo sente alguma dor, ele deve ir ao médico. Antigamente, se o indivíduo sentia alguma dor, ele deveria consultar o xamã, o pajé, o padre etc.

Porém, podemos considerar outra circunstância. Se você tiver um problema com algum eletrodoméstico moderno, você não pediria ajuda de uma pessoa mais velha, pois o saber dela, saber tradicional, não serviria como referência para a resolução de problemas diários.

Eu apresentei exemplos cotidianos, mas essa forma de viver valida todas as relações sociais e de produção de valores. Uma das consequências mais evidentes refere-se à indeterminação que a Modernidade provoca nos indivíduos. Se o passado não é mais capaz de fornecer formas de comportamento que deem segurança ao indivíduo, ele deve forjar novos valores.

Contudo, ao se destruir o passado, a possibilidade de criação abre várias perspectivas, e nenhuma é capaz de oferecer garantia de sucesso. Um exemplo claro pode ser percebido em relação ao papel da mulher. O começo do século XX viu nascer movimentos sociais que exigiam participação política ampla.

Ora, isso exigiria novas formas democráticas, sem que houvesse certeza de como acomodar interesses e de que isso poderia ter bons resultados. 

Em suma, a Modernidade traz uma sensação de angústia constante, pois o indivíduo é confrontado com possibilidades de escolha de novas alternativas sem que saiba qual será o resultado dessas novas formas de viver.

Some-se a isso o desenvolvimento do Capitalismo que, ao introduzir um novo valor, a acumulação do Capital, provoca a erosão dos valores tradicionais. Nas sociedades da Antiguidade Clássica, a lealdade, a honestidade e a coragem eram virtudes valorizadas, pois estavam associadas ao ideal guerreiro.

Nas sociedades capitalistas, o dinheiro surge como bem supremo diante do qual os outros valores devem ser sacrificados. Duas consequências derivam-se dessas condições:

  • Sensação de Angústia de um sujeito em crise;
  • Fragmentação do eu, em virtude de se ver dividido entre valores humanos e valores econômicos.

Modernidade – caiu no vestibular

Questão UPE/2015

Sobre o paradigma na modernidade, atente ao texto a seguir:

A questão central que atravessa a crise do paradigma da Ciência moderna é a das relações entre o ser e o advir ou, pode-se dizer, entre a permanência e a mudança. Essa é uma questão clássica na história do conhecimento humano, retomada na modernidade.

PLASTINO, Carlos Alberto. A crise dos paradigmas e a crise do conceito de paradigma, São Paulo, 2007, p. 35.

Com relação a esse assunto, analise os itens a seguir:

  • I. O mundo moderno se torna o mundo da interioridade, e a dimensão subjetiva tem significância. O sujeito começa a adquirir uma importância primordial e essencial.
  • II. A passagem ao heliocentrismo se constitui em uma das principais mudanças no plano do conhecimento.
  • III. A revolução galileana tem importância ímpar no projeto de mudança da ciência moderna.
  • IV. Com as mudanças ocorridas no âmbito da modernidade, o desenvolvimento das ciências se encontra afastado e desvinculado do poder político.

Estão CORRETOS apenas 

a)I, III e IV.

b) II, III e IV.

c) I, II e III.

d) III e IV.

e)I e II.

Resolução Comentada

  • Afirmação I, verdadeira. A modernidade surge embasada pelo Liberalismo que eleva o indivíduo como centro do pensamento;  ao mesmo tempo o indivíduo vive a angústia de viver o devir, o que leva a cultura a ser expressão dessa individualidade exacerbada.
  • Afirmação II, verdadeira. A modernidade começa a ser reconhecida pela corte provocado pela discurso racional e científico; esse processo tem início como a passagem ao heliocentrismo.
  • Afirmação III, verdadeira.  A outra revolução que entroniza a ciência como  paradigma da modernização é a revolução galileana.
  • Afirmação IV. falsa.  As ciências se desenvolvem com o apoio do poder político. 

Gabarito: C

CURSOS PARA VESTIBULAR

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também