Banner Artigo

Duplo Sentido: o que é, como ocorre e como é cobrado no Vestibular

Data 01/11/2019

Postado por Prof. Celina Gil

Duplo sentido é um recurso expressivo em que as palavras e expressões utilizadas possuem diferentes interpretações. A diferença do duplo sentido para a ambiguidade é que muitas vezes a ambiguidade não é intencional, enquanto que o duplo sentido é planejado, principalmente visando o humor.

Aparece muitas vezes na publicidade. Além disso, piadas, anedotas e outros textos humorísticos também trabalham com o duplo sentido.

Costuma-se falar em duplo sentido principalmente para construções em que há duas interpretações possíveis: o sentido literal, mais ingênuo; e o segundo sentido, com fundo sarcástico, remetendo a referências sexuais ou ofensivas.

Normalmente, depende do conhecimento de mundo do leitor ou ouvinte para que a dupla referência seja compreendida.  Além disso, ela depende do contexto: uma frase com potencial duplo sentido pode ser entendida de modos diferentes dependendo dos participantes da conversa.

Com colegas de trabalho, possivelmente uma frase de duplo sentido passaria despercebida, enquanto o mesmo não ocorreria num grupo de amigos com maior intimidade.

Veja, por exemplo, essa propaganda:

duplo sentido

Há aqui duas interpretações possíveis para o texto: que a pessoa recebe a visita de amigos (sentido literal) e que, uma vez que o corpo da pessoa é sua casa, ela mostra seu corpo para outras pessoas (duplo sentido).

Muitas vezes em provas será exigido que você entenda o conceito de duplo sentido, ainda que não apareça a expressão em si. Outras vezes, o duplo sentido se encontra no diálogo entre textos verbais e não verbais, principalmente quando envolve tirinhas, charges ou propagandas.

Duplo sentido: como cai no Vestibular?

Questão ENEM/2011

duplo sentido

O texto é uma propaganda de um adoçante que tem o seguinte mote: “Mude sua embalagem”. A estratégia que o autor utiliza para o convencimento do leitor baseia-se no emprego de recursos expressivos, verbais e não verbais, com vistas a:

a) ridicularizar a forma física do possível cliente do produto anunciado, aconselhando-o a uma busca de mudanças estéticas.
b) enfatizar a tendência da sociedade contemporânea e buscar hábitos alimentares saudáveis, reforçando tal postura.
c) criticar o consumo excessivo de produtos industrializados por parte da população, propondo a redução desse consumo.
d) associar o vocábulo “açúcar” à imagem do corpo fora de forma, sugerindo a substituição desse produto pelo adoçante.
e) relacionar a imagem do saco de açúcar a um corpo humano que não desenvolve atividades físicas, incentivando a prática esportiva.

Gabarito: D

Comentários

Ocorre duplo sentido no slogan da propaganda “Mude sua embalagem”: ele pode se referir tanto à embalagem do produto, apresentada em oposição (açúcar possui uma embalagem volumosa enquanto o adoçante possui uma embalagem fina)¸quanto à mudança do corpo do público alvo (a barriga proeminente na imagem do açúcar e a ausência de referência à barriga na embalagem do adoçante). Assim, a alternativa correta é a D.

A alternativa A está incorreta, pois a ideia não é ridicularizar o público alvo, mas sim demonstrar a diferença de efeito entre açúcar e adoçante.

A alternativa B está incorreta, pois não há ênfase na vida saudável, mas sim a proposta da escolha de outro produto.

A alternativa C está incorreta, pois o adoçante é um produto industrializado e, portanto, a propaganda não faria crítica a si mesma.

A alternativa E está incorreta, pois não há referência à prática ou não de atividades físicas, mas sim uma crítica aos hábitos alimentares.

CURSOS PARA VESTIBULAR

Leia também:

Siga-me nas redes sociais:

Instagram: @professoracelinagil

Facebook: @professora.celina.gil

Prof. Celina Gil

Prof. Celina Gil

Professora formada em Letras-Português pela Universidade de São Paulo, USP. Mestre e Doutoranda em História do Teatro pela mesma instituição.

Deixe seu comentário!
Você também pode gostar:
Olá, vestibulando(a)! Tudo bem com você? Espero que sim. Estou passando aqui para comentar a
Olá, vestibulando(a)! Tudo bem com você? Espero que sim. Estou passando aqui para comentar a
Olá, pessoal… Tudo bem? Sou o prof. Saulo, do Estratégia Vestibulares, e escrevo este artigo
A maioria dos efeitos de sentido de textos citados até então tem um objetivo comum:
Por que, por quê, porque, porquê? E agora... Qual usar? Quem nunca se deparou com