Estudar com eficiência em casa é uma tarefa que preocupa aqueles que estão fazendo cursos online com certificado, escola básica ou a faculdade EAD, principalmente durante a crise de saúde mundial. Essa realidade repentina fez com que muitas pessoas sentissem dificuldade em manter o foco e a produtividade ao estudar em casa.

Dentre as mudanças causadas pela crise sanitária, o interrompimento das aulas presenciais foi uma das que mais afetou os estudantes. Ao adotar o modelo de aulas EAD, muitos tiveram sua rotina afetada e, consequentemente, sentiram o aprendizado ser precarizado.

Em meio a esse cenário, é importante aprender como estudar e aumentar o rendimento em casa. Para isso, existem algumas dicas fáceis que podem lhe ajudar. Quer saber quais são? Então continue a leitura do artigo abaixo!

5 dicas para estudar em casa e render mais

1. Tenha um método de estudo

Se você quer aumentar a sua produtividade na hora de estudar, é importante adotar um método de estudo. Isso vai lhe ajudar a criar uma lógica de trabalho que lhe permita alcançar o desempenho desejado.

Uma boa sugestão é usar a Técnica de Pomodoro para aumentar a sua produtividade. Ela consiste em fazer sessões de 25 minutos de estudo ou trabalho ininterrupto, com intervalos de 3 a 5 minutos para descansar entre as sessões.

Ao dividir seu horário em pequenas sessões, você consegue aproveitar mais cada minuto de trabalho. Sabendo que vai “acabar em breve”, nosso cérebro pode dar mais atenção ao conteúdo e dividir as lições. Portanto, fica mais fácil produzir!

2. Desligue as redes sociais

As redes sociais são grandes inimigas da produtividade. Muitas vezes acreditamos que não é um problema parar 5 minutos para usar o Facebook ou o Instagram, mas rapidamente esse curto período se transforma em meia hora. Além de atrapalhar o cronograma, fica muito mais difícil voltar aos estudos.

Por isso, a melhor solução é se desligar de todas as redes, incluindo o WhatsApp, na hora de estudar. Se achar melhor, pode simplesmente esconder o telefone e instalar um plugin no computador que bloqueia o acesso às redes sociais.

3. Tenha um canto para o seu estudo

Além das redes sociais, o conforto da nossa casa também pode ser uma distração. Especialmente durante o isolamento social, encontramos diversas atividades mais atrativas do que os estudos, como um momento de lazer ao lado dos familiares ou até mesmo a estreia de uma série.

Por esse motivo é importante organizar-se e ter um ambiente destinado aos estudos. Independente do comodo, é fundamental que você tenha privacidade e possa desfrutar do silêncio e de uma boa iluminação.

4. Tente explicar para alguém o que está estudando

É comum sentirmos dificuldade em compreender algum assunto durante os estudos. Para acabar com esse obstáculo, a dica é explicar a matéria para alguém. A mudança de perspectiva do cérebro de estudante para professor faz com que enxerguemos o assunto de uma maneira totalmente nova.

O resultado disso é que fica mais fácil entender os “mecanismos” de cada conceito e compreender o assunto em sua totalidade. Por isso, separe um tempo na sua rotina para explicar o assunto para um amigo durante uma conversa de vídeo, por exemplo.

5. Organize seus estudos por ordem prioritária

Por fim, para aumentar a sua produtividade durante o estudo, organize o seu material em ordem prioritária. Por exemplo, imagine que você está estudando para o vestibular. Você provavelmente domina alguns temas, como matemática e física, mas tem dificuldade em geografia e história.

Nesse caso, é importante que você dedique mais tempo aos temas com mais peso e aos que você sente maior bloqueio. Assim, você pode solucionar suas “fraquezas” e alcançar seu objetivo mais rapidamente.

Agora que você já sabe como fazer com que seus estudos rendam em casa, é hora de colocar essas dicas em ação e começar a aumentar a sua produtividade mesmo estando em casa. Dessa forma, você conseguirá aumentar as suas notas ou avançar nos cursos que precisa para se destacar da concorrência no mercado de trabalho. Seja qual for o seu objetivo, estudar em casa ficou muito mais fácil, não é mesmo?

E aí, gostou do conteúdo? Então comente abaixo dizendo qual dessas dicas é a mais útil para você!

Texto: Thiago Bayer

Você pode gostar também