Você já ficou preso em uma questão que realmente não sabia como responder? Pode ser que haja uma falha em sua revisão ou você esteja com a mente em branco. Ou talvez, seja o tipo de pergunta criada para “pegar você”. 

Seja o que for, é provável que você passe por esse tipo de situação na realização de qualquer tipo de prova. Pode ser durante o Enem, alguma prova do seu curso de pós-graduação em nutrição, prestando um vestibular, entre outras opções. 

Ao se deparar com essa situação, o melhor que você pode fazer é eliminar o máximo de opções possíveis e dar um palpite, o popular “chutar em uma questão”.  

Sim, essa é uma das estratégias óbvias de múltipla escolha para fazer o teste que os melhores alunos seguem. 

Mas, você está tentando dar palpites mais coerentes ou está apenas escolhendo aleatoriamente uma das opções restantes? 

Pensando nisso, resolvemos separar algumas dicas – ou estratégias – para que você possa responder da melhor maneira possível suas provas. 

Continue a leitura para saber como responder às questões que você não sabe, com maior probabilidade de acerto! 

Dicas para responder perguntas que você não sabe

Sem mais delongas, aqui estão algumas dicas que você pode usar ao responder questões que não sabe: 

1. Respire fundo

Essa dica parece óbvia, mas muitas pessoas ficam nervosas na hora de fazer provas e acabam esquecendo de tentar manter o controle da respiração. 

Quando você se depara com uma pergunta que o deixa totalmente perplexo, é mais do que compreensível começar a entrar em pânico, mas acredite em nós, estresse adicional não é seu amigo nesta situação. 

Quando você está sob muita pressão, seu cérebro dispara uma carga completa de adrenalina e produção de cortisol, o que vai fazer seu coração bater mais forte e bater as mãos. 

Portanto, faça uma pausa, respire profundamente por pelo menos 30 segundos e quebre esse ciclo para voltar a ter uma mente clara e focada.

Inclusive, meditação ajuda nos estudos. Ou seja, essa é uma ótima opção para quem deseja manter o foco e a calma durante os estudos e se preparar para provas. 

2. Leia a pergunta duas vezes 

Um dos erros mais comuns em um exame é interpretar mal a pergunta. A pressão faz coisas engraçadas conosco, ela prega peças em nossas mentes.

Reler uma pergunta parece tão simples, mas com um estado de espírito mais calmo e sem a urgência de se apressar e escrever uma resposta imediatamente, é incrível como esse passo simples pode levá-lo a lembrar qual é a resposta correta para a pergunta. 

3. Pense na sua revisão. Você já respondeu perguntas parecidas antes?

Mesmo que você nunca tenha visto uma pergunta como essa antes, escolher uma palavra-chave conhecida e lembrar um processo de pensamento bem-sucedido pode ajudar você a começar. 

Se você já respondeu a uma pergunta relativamente semelhante antes, pense na maneira eficaz como lidou com essa pergunta e no processo de pensamento que usou para chegar lá. 

Se formos fantasiar aqui, pensando no seu pensamento, isso é conhecido como metacognição. Você não precisa se preocupar com isso, mas deve saber que essa é uma das estratégias mais eficazes para melhorar a autorregulação.

4. O que seu professor diria? 

Aposta nisso, nos últimos meses, seu professor terá repetidamente dado conselhos sobre a melhor forma de responder a uma pergunta. 

Coloque-se no lugar deles e pense em como ele o aconselharia a responder a essa pergunta difícil. Isso pode lhe dar aquele momento brilhante que você está procurando.

5. Use a estratégia certa para cada tipo de pergunta

Quando falta conhecimento, a estratégia é sua melhor amiga. Obviamente, diferentes tipos de perguntas exigem táticas diferentes, então vamos abordar as mais comuns:

Respostas curtas:

  • Seja claro e conciso e anote quantos pontos precisa fazer.  

Respostas longas:

  • Anote todas as citações ou fatos de que você se lembra em uma página de planejamento imediatamente para que você tenha algo para contornar.
  • Faça um plano e identifique as lacunas em seu conhecimento; tente preencher essas lacunas estendendo o que você conhece para fazer alguns pontos realmente interessantes.
  • Crie um argumento para sua resposta (isso realmente ajudará em suas notas).
  • Experimente e consulte o que você lembra do esquema de pontuação para uma resposta realmente boa.

Questões de matemática:

  • Sempre tente fazer uma pergunta, porque você pode obter notas por seu treino, mesmo que não consiga encontrar a resposta.
  • Verifique seu trabalho – muitas vezes é fácil saber se você acertou a resposta, então verifique e continue tentando, sempre mostrando seu treino.

Múltipla escolha:

  • Exclua aqueles que você sabe que estão obviamente errados para restringir suas opções.
  • Mesmo que você não tenha ideia, sempre dê um palpite. Uma pequena chance de estar certo é melhor do que nenhuma chance.
  • Você quer ser eficiente, mas não avance tão rápido que caia na opção do truque.
  • Use os fatos de múltipla escolha como evidência em outras respostas em seu exame.

6. A resposta mais longa tem mais probabilidade de ser correta

Essa dica não é uma regra, mas a resposta mais longa (é claro, em respostas não quânticas) tem uma chance maior de ser a correta. 

Isso porque os fabricantes de teste tendem a carregar a resposta correta com linguagem qualificadora para torná-la inequivocamente correta.

Então, quando estiver com dúvida, observe a questão maior e avalie se ela não pode ser a opção correta. 

7. Melhor adivinhar a resposta do que deixá-la em branco

Se você não escrever nada ou não escolher uma opção, terá a garantia de obter zero. Então, dê um palpite.

Evite o máximo possível deixar uma questão em branco, mesmo que ela seja para fazer uma descrição. 

Tente lembrar sobre o assunto e desenvolva uma resposta, mesmo que esteja incorreta.  

Conclusão

Além das dicas acima, para te ajudar a responder questões que você não sabe com maior probabilidade de acerto, é importante que não coloque tanta pressão em si mesmo. 

Uma boa e saudável dose de estresse pode ajudar a melhorar o desempenho, mas a pressão excessiva provavelmente atrapalhará seu julgamento. 

Se a sua linha de pensamento for algo como: “Tenho que tirar nota máxima” ou: “Preciso escrever pelo menos quatro páginas para esta pergunta”, então esse é um código vermelho para excesso de estresse. 

Pare com a conversa interna negativa. Em vez disso, pense nas seguintes linhas: “Vou fazer o melhor que posso” e “Se eu não sei de algo, vou dar o meu melhor e depois seguir em frente”. Assim, terá um forte convite ao sucesso!

O seu melhor é tudo o que você tem, então seja bom nisso!

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também