Olá! Me chamo Thiago, tenho 35 anos, e moro em Goiânia-GO. Atualmente, estudo para Medicina focado para o primeiro semestre na UniRV (Universidade de Rio Verde-GO) e no segundo semestre no ENEM para vaga em Medicina na UFG.

Sou engenheiro de formação e atuo há vários anos na iniciativa privada. Há um tempo venho reconstruído minha carreira. Decidi optar pelos concursos públicos (inclusive sou aluno frequente do Estratégia Concursos). Eu estava muito próximo da minha aprovação (inclusive estou em alguns Cadastros de Reserva).

Mas sempre me perguntei: por que não fiz Medicina? Minha esposa é médica e tem uma carreira que sempre me orgulhou. Após muito estudar para concurso público, cheguei a ficar desgostoso com todas notícias sobre a falta de concursos.

Minha própria esposa começou me incentivar para fazer Medicina. Sei que levarei 10 anos para chegar ao mercado de trabalho nessa carreira (pós-residência) com 45 anos, mas agora acho que não será tão tarde e ainda poderei passar alguns anos sendo aquilo que talvez eu sempre quis ser.

Achei o nível da prova (Provão de Bolsas) bem interessante. Nível de médio quase avançado. Acho que ficou bem próximo do que é uma prova de vestibular nível maior que ENEM e próximo de algumas federais.

O que mais tive dificuldade na prova foi o tempo. Não achei equilibrada a quantidade de questões com cálculos e o total de questões. Com isso não passei por todas. Deixei para resolver em casa. Coloquei inclusive no meu material de estudo para revisão depois.

Não houve uma disciplina que eu achei mais fácil ou mais difícil. Achei equilibrado. Só achei mesmo que não houve equilíbrio entre questões com cálculos e o tempo da prova, com isso disciplinas como física e química acabei trocando por Historia Geografia para que pudesse pontuar mais.

Mas depois resolvendo em casa as que não havia feito no tempo achei bem equilibrado o nível de dificuldade para quem já está avançado nos estudos e não para quem está começando agora.

Sou um entusiasta do Estratégia Concursos. Acho a metodologia deles muito boa e que mudou a forma de estudo para Concursos Públicos no Brasil, e a minha também. Quando eu decidi prestar vestibular para Medicina procurei algo que estivesse na mesma metodologia do Estratégia Concursos, sem ir para cursinhos preparatórios presenciais. Acho perda de tempo.

Busquei no mercado as melhores opções de EAD para Vestibular. Quando eu vi a metodologia focada em vídeos e PDF’s apenas com “resuminhos”, me desesperei. Não gosto de estudo por vídeos e nem professor falando sem parar. É um estudo muito passivo.

O que faz do Estratégia Concursos ser o melhor são os PDFs completos, muito completos. Professor não tem que ter preguiça de escrever tudo. Graças a Deus encontrei o Estratégia Vestibulares.

Acredito que como ainda está recente os PDF’s ainda podem ser melhorados a nível do que são os do Estratégia Concursos, mas mesmo assim não troco por vídeos aulas dos concorrentes e nem por cursinho presencial.

Espero que o Estratégia Vestibular mude o EAD de preparatórios para Vestibular. Há dois meses estudo com o Estratégia Vestibulares e já me sinto bem confortável com algumas provas.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também