Olá, futuro(a) universitário(a)! Tudo bem com você? Por aqui, tudo certo! Escrevo este artigo para comentar uma questão bem interessante cobrada na prova da Fatec 2019. Ela traz a discussão sobre doenças como o mal de Chagas, Alzheimer e anemia falciforme.

Esta, na verdade, é uma questão de memorização. Você vai perceber que sua resolução depende exclusivamente de conhecimentos biológicos e do cotidiano. Isso porque é necessário lembrar das doenças e de seus sintomas. Vamos lá!

A questão

Segundo a Lei de Benefícios da Previdência Social, sancionada em 1991, um trabalhador poderá ser assegurado caso padeça de doença profissional, cuja definição, dada no Art.20, inclui os seguintes aspectos:

  • – Doença profissional é aquela produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar de uma atividade;
  • – Doenças profissionais não incluem as degenerativas, as inerentes a grupo etário, as que não produzam incapacidade laborativa, nem as endêmicas não resultantes de atividades profissionais.

Considerando apenas os termos dispostos no artigo 20 dessa lei, um programador de softwares em Goiás poderá receber amparo legal caso sofra de

a) pé-de-atleta.

b) mal de Chagas.

c) tendinite crônica.

d) mal de Alzheimer.

e) anemia falciforme.

Resolução Comentada

O pé-de-atleta, conhecido como frieira, é a micose mais conhecida do mundo. Trata-se de uma doença fúngica, causada por fungos do gênero Tricophyton. Essa doença é transmitida facilmente por contato direto com a pessoa infectada ou com superfícies contaminadas, como pisos de banheiros e de vestiários, praias e piscinas.

Além disso, o fungo pode atacar diversas regiões do corpo além dos pés, como o couro cabeludo e a virilha, provocando manchas vermelhas e arredondadas que levam à descamação da pele. Logo não se trata de uma doença produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho.

O mal de Chagas, também chamado de Tripanossomíase americana, é uma doença causada pela infecção do protozoário parasita Trypanossoma cruzi. O T. cruzi infecta um inseto conhecido como barbeiro (triatomíneo) e é transmitido através de suas fezes contaminadas.

Lembre-se, portanto, que a doença de Chagas não é transmitida diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores). A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.

Outras maneiras de transmissão da doença de Chagas se dão pela transfusão de sangue contaminado ou durante a gravidez, de mãe para filho.

Essa doença é caracterizada por causar febre, mal-estar, inflamação e dor nos gânglios, vermelhidão, inchaço nos olhos (sinal de Romanã), aumento do fígado e do baço. Trata-se, portanto, de uma doença que independe de atividade profissional.

A tendinite crônica é uma inflamação do tendão (uma estrutura fibrosa que une o músculo ao osso) que decorre de alguma atividade exercida repetidamente e com frequência. Como o tendão não é tão forte quanto o osso e nem tão elástico quanto o músculo, é ele que sofre com a sobrecarga originada de atividades produzidas ou desencadeadas pelo exercício de trabalho peculiar.

A tendinite pode ser aguda ou, na ausência de cuidados, tornar-se um problema crônico. Os sintomas mais comuns são a presença de dor local, que pode irradiar para toda a musculatura ao redor, ocasionando espasmos. A dor piora com o movimento e pode acarretar diminuição da força e, em casos de longa duração, causar atrofia da musculatura. Este é o nosso gabarito.

A doença de Alzheimer é degenerativa e provoca a deterioração das funções cerebrais, como perda de memória, da linguagem, da razão e da habilidade de cuidar de si próprio, de maneira progressiva e inexorável. Não se conhece a causa específica da doença de Alzheimer, mas sabe-se que existe certa predisposição genética para seu aparecimento, podendo, nesses casos, desenvolver-se precocemente.

Logo não se trata de uma doença produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho. A anemia falciforme é uma doença genética e hereditária, causada por uma mutação que provoca a deformação dos glóbulos vermelhos (eles deixam de ser arredondados e elásticos e adquirem o aspecto de uma foice, mais enrijecidos).

Essa deformação dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos. Entre os sintomas, podem aparecer dores fortes provocadas pelo bloqueio do fluxo sanguíneo e falta de oxigenação nos tecidos, dores articulares, fadiga intensa, palidez, icterícia e cálculos biliares. Trata-se, portanto, de uma doença que independe de atividade profissional.

Essa deformação dificulta a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos. Entre os sintomas, podem aparecer dores fortes provocadas pelo bloqueio do fluxo sanguíneo e falta de oxigenação nos tecidos, dores articulares, fadiga intensa, palidez, icterícia e cálculos biliares. Trata-se, portanto, de uma doença que independe de atividade profissional.

Gabarito: C

É isso. Espero que tenham gostado da explicação. Qualquer dúvida, deixe seu comentário ou comunique-se conosco através do Fórum de Dúvidas. Siga-me nas redes sociais. Têm muitas dicas lá. Um abraço e até a próxima.

Instagram: @profbrunaklassa

Leia mais…

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também