A Membrana Plasmática corresponde, bem como o núcleo e o citoplasma, a uma das partes fundamentais de qualquer célula viva. Justamente por isso, surgem algumas dúvidas quanto à função dessa estrutura.

É a partir deste artigo que vamos aprender alguns pontos importantes da membrana plasmática, a camada que fica em torno do citoplasma. Afinal, o que faz e qual a sua importância?

Membrana Plasmática – função

Infelizmente, a resposta para a pergunta não é tão simples. Isso porque as funções da membrana plasmática são inúmeras e os desdobramentos disso maiores ainda.

Aqui, vamos apresentar quais são os principais papéis da membrana, que se baseiam na característica mais relevante dessa estrutura: permeabilidade seletiva.

Isso significa que a membrana é capaz de “escolher” aquilo que vai passar por ela, permitindo que os meios extra e intracelular apresentem composições diferentes.

Pensando, por exemplo, no caso de manutenção de um nível aceitável de glicose na corrente sanguínea, a membrana plasmática tem o importante papel de permitir mais ou menos passagem dessa molécula para dentro da célula, regulando seu nível sérico.

Além disso, a membrana plasmática tem a função de controlar a entrada e saída de íons, como Na+ e K+. Isso é essencial para garantir uma diferença de potencial elétrico entre os meios extra e intracelular – na qual se baseia todo o funcionamento das sinapses nervosas.

Não bastando, a membrana plasmática também tem função de promover a migração de moléculas maiores ou mesmo outras células para dentro da célula.

Para isso, utiliza-se de ferramentas como a endocitose, pinocitose, fagocitose… Todas atuando em prol do metabolismo celular e da manutenção da homeostase do organismo!

Como última função relevante da membrana, cabe destacar seu papel estrutural. A bicamada lipídica, de que é fundamentalmente composta a membrana plasmática, garante sustentação da célula como um todo.

Outras moléculas também podem auxiliar na estruturação e manutenção das propriedades da membrana – nos animais, por exemplo, a presença de colesterol dentro da dupla camada pode diminuir a sua fluidez.

Como você pôde ver, a membrana plasmática desempenha papel insubstituível em todas as células e suas funções são inúmeras, podendo ser mais ou menos significativas a depender da célula.

Praticamente toda sua atuação, porém, baseia-se na sua propriedade mais fundamental e que mais costuma cair nos vestibulares – a permeabilidade seletiva.

Caiu no vestibular

A seguir, você confere duas questões de vestibular que cobraram dos candidatos conhecimentos sobre a Membrana Plasmática. As questões foram resolvidas e comentadas pelas professoras do Estratégia Vestibulares, Carol Negrin e Bruna Klassa.

Questão Unicamp – 2012

Hemácias de um animal foram colocadas em meio de cultura em vários frascos com diferentes concentrações das substâncias A e B, marcadas com isótopo de hidrogênio. Dessa forma os pesquisadores puderam acompanhar a entrada dessas substâncias nas hemácias, como mostra o gráfico apresentado a seguir.

Assinale a alternativa correta.

a) A substância A difunde-se livremente através da membrana; já a substância B entra na célula por um transportador que, ao se saturar, mantém constante a velocidade de transporte através da membrana.

b) As substâncias A e B atravessam a membrana da mesma forma, porém a substância B deixa de entrar na célula a partir da concentração de 2mg/mL.

c) A quantidade da substância A que entra na célula é diretamente proporcional a sua concentração no meio extracelular, e a de B, inversamente proporcional.

d) As duas substâncias penetram na célula livremente, por um mecanismo de difusão facilitada, porém a entrada da substância A ocorre por transporte ativo, como indica sua representação linear no gráfico.

Resolução Comentada

  • A alternativa correta é a letra a. A substância A se difunde livremente através da membrana em direção ao interior da célula, uma vez que quanto maior a concentração do meio extracelular, maior a velocidade de transporte. Já a substância B não entra livremente na célula. Entra somente até que seja atingido um nível de saturação. A partir desse nível, a proteína que o transporta passa a fazê-lo em uma velocidade constante.
  • A alternativa b está incorreta, pois as substâncias A e B não atravessam a membrana da mesma forma. A substância B atinge uma velocidade constante a partir de 2mg/mL de concentração, ao passo que a substância A atravessa em uma velocidade ascendente.
  • A alternativa c está incorreta, pois a velocidade de entrada da substância B na célula não é inversamente proporcional à sua concentração no meio extracelular. A velocidade não cai com o aumento da concentração, mas atinge um platô.
  • E a alternativa d está incorreta, pois, como dissemos, a entrada da substância B na célula não é livre.

Gabarito: A

Questão FATEC 2018

As membranas celulares são estruturas lipoproteicas cujos lipídios possuem duas extremidades. Esses lipídios das membranas possuem apenas uma extremidade com afinidade química com a água. Sabendo disso, em 1925, os cientistas Evert Gorter e François Grendel extraíram hemácias de vários mamíferos, seguindo um procedimento similar ao da tabela.

Assinale a alternativa cuja conclusão seja válida para os resultados apresentados e para a teoria referente a eles.

a)  Dado que a razão entre as áreas ocupadas por lipídios e pelas hemácias foi de 1:2, nessa ordem, conclui-se que as células de mamíferos eliminam lipídios, já que possuem organelas responsáveis pelo armazenamento e secreção de lipídios para o meio externo.

b) Dado que tanto as hemácias quanto os lipídios puderam ser depositados na superfície da água, conclui-se que no interior das células existe água, já que a água é fundamental para a sobrevivência de todas as formas de vida formadas por células.

c)  Dado que a razão entre as áreas ocupadas por lipídios e pelas células originais foi de 2:1, nessa ordem, conclui-se que as membranas das hemácias rompidas eram formadas por bicamadas, já que os lipídios que as formavam tiveram apenas uma das extremidades atraída pela água.

d) Dado que, na amostra controle, as hemácias estavam sem lipídios e, na experimental, os lipídios estavam sem hemácias, conclui-se que as hemácias são células atípicas, já que, apesar de terem tido os lipídios extraídos, continuam com formato e disposição aparentemente semelhantes.

e)  Dado que os mamíferos possuem hemácias com membranas lipoproteicas, conclui-se que deve ter ocorrido um erro no procedimento experimental, já que o volume inicial extraído de hemácias deveria ter sido duas vezes maior, para que resultasse em uma área igual entre lipídios e hemácias nos dois procedimentos.

Resolução Comentada

As membranas celulares são formadas por uma dupla camada lipídica, na qual as superfícies externa e interna são polares, e a região entre as camadas é apolar, formada pelas caudas dos fosfolipídios. Veja:

membrana plasmática

Assim, quando espalhados pela superfície da água, a área ocupada por esses lipídios é dobrada, já que apenas a extremidade polar é atraída pela água. Veja:

membrana plasmática
  • A alternativa A está errada, porque a área ocupada por lipídios e hemácias foi de 2:1, nesta ordem.
  • A alternativa B está errada, porque não tem nenhuma relação com a discussão proposta pelo enunciado. A água, de fato, é importante para a manutenção da vida e a maior parte das reações biológicas acontecem em meio aquoso. Contudo, isso pouco tem a ver como o fato de que tanto as hemácias quanto os lipídios puderam ser depositados na superfície da água. As hemácias, enquanto células, apresentam membrana plasmática e quando depositadas na superfície da água ocupara uma área A (devido à organização da membrana em uma dupla camada). Já os fosfolipídios são moléculas grandes anfipáticas que, ao serem depositados na superfície da água, se organizaram de modo que somente a parte polar ficasse em contato direto com o líquido, conforme esquema acima. Dessa forma, ocuparam uma área igual à 2A.
  • A alternativa C está certa.
  • A alternativa D está errada, porque na amostra controle as hemácias estavam em sua configuração normal de célula, sendo constituídas por membrana plasmática formada por uma bicamada fosfolipídica. Somente na amostra dois é que o material coletado rompeu as células do sangue para utilizar somente os fosfolipídios, desestruturando a organização de membrana.
  • A alternativa E está errada, porque desconsidera a organização da membrana em uma dupla camada, o que diminui a área total ocupada pelos fosfolipídios.

Gabarito: C

É isso, pessoal! Espero que tenham aprendido um pouco mais sobre a Membrana Plasmática. Caso não tenham entendido alguma informação, ou ainda possuem alguma dúvida, entre em contato com nossas professores através do Fórum de Dúvidas, que fica na área do aluno, ou através das redes sociais das professoras Bruna Klassa e Professora Carol Negrin.

Instagram: @profbrunaklassa

Instagram: @carolnegrin

Leia mais…

CURSOS PARA VESTIBULAR

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também