Para muitos, o nascimento de um ser vivo é algo fascinante e repleto de curiosidades. Nas pesquisas biológicas, por exemplo, vários estudiosos buscam entender o desenvolvimento de uma nova vida. Para isso, existe a embriogênese humana, que estuda a formação e crescimento de um embrião.

A seguir, o Estratégia Vestibulares explica a você, as características fundamentais da embriologia. Confira!

O que é embriogênese?

A pesquisa embrionária envolve todo o desenvolvimento do ser a partir da fertilização. Nesse sentido, a embriogênese abrange as divisões, multiplicações e diferenciações que a célula geminada sofrerá durante o crescimento do embrião.

Embriogênese Humana

Clivagem

Após a fecundação, ocorrem as primeiras divisões mitóticas – situação denominada clivagem ou segmentação. Nesse momento, o volume celular não aumentará, e isso permitirá a distribuição do vitelo dentro da célula. 

Durante a segmentação, podem se formar diferentes tipos de ovos. O ovo humano, por exemplo, é classificado como oligolécito ou alécito, pois apresenta pouca quantidade de vitelo, o qual se apresenta bem distribuído. Essa configuração permite que a divisão mitótica seja mais igualitária quanto ao tamanho e concentração das células. 

Na imagem abaixo, estão representadas algumas formas de organização embrionária:

  • Zigoto ou célula ovo: é formado imediatamente após a fecundação. Em seguida, ocorrem sucessivas mitoses que possibilitam o aparecimento de blastômeros;
  • Mórula: um conjunto composto de 12 a 32 blastômeros que surge aproximadamente 3 dias após a fertilização;
  • Blástula ou blastocisto: agregado com cerca de 32 blastômeros que, por volta de 7 dias após a fecundação, é implantado na parede uterina (fenômeno designado por nidação). Esse maciço celular apresenta uma cavidade interna preenchida por líquidos, a qual é chamada de blastocele.

Gastrulação

Após a clivagem, é iniciada a diferenciação celular que define os eixos corporais do embrião, cria os folhetos germinativos e produz um intestino primitivo, denominado arquêntero.

Para a formação da Gástrula, ocorre a reorganização da blástula. A parte interna é nomeada Endoderme. A porção mais externa, por sua vez, é chamada de Ectoderme. Entre essas camadas, existe um segmento denominado Mesoderme. Esses três nomes representam os folhetos germinativos que originarão os tecidos do embrião.

Na gastrulação, a blastocele é substituída pelo arquêntero, um precursor do tubo digestório. O arquêntero possui comunicação com o exterior por meio de uma cavidade denominada blastóporo. Nos humanos, o blastóporo dará origem ao ânus – o que nos caracteriza uma espécie com deuterostomia.

Como consequência dos processos ocorridos, a gastrulação é uma fase em que ocorre aumento do volume celular além da formação de porções diferenciadas.

Organogênese

A organogênese é o ápice da criação dos órgãos e sistemas a partir dos folhetos germinativos. 

Por exemplo, nesse estágio da embriologia, a ectoderme dá origem à epiderme, ao sistema nervoso, aos anexos epidérmicos, à retina, aos ossos e cartilagens faciais, à neuro hipófise, entre outros.  

Já a endoderme fica responsável pela diferenciação dos epitélios digestivos, respiratórios e do trato urinário. Além disso, forma algumas glândulas importantes, como o pâncreas e as salivares.

Por fim, a mesoderme tem sua principal atuação na formação dos músculos, sistema cardiovascular, ossos e sistema genital. 

Devido à grande complexidade do corpo humano, a abrangência da diferenciação é muito maior que a representada. Assim, é válido lembrar que todos os órgãos citados neste tópico correspondem aos principais exemplos originados por cada folheto

Exercícios sobre embriogênese 

Agora que você já conhece as principais etapas e estruturas da embriogênese humana, observe a resolução de exercícios sobre o tema abaixo:

(UERR – 2017) Que nome se dá ao fenômeno de implantação do embrião na mucosa uterina, que ocorre por volta do sétimo dia após a concepção, em estágio de blastocisto?

A) Fecundação
B) Nidação
C) Neurulação
D) Clivagem
E) Morfogênese

A implantação da blástula no útero é denominada nidação. Assim, a alternativa correta é a letra B.

(UNIR – 2010) As etapas sequenciais no desenvolvimento dos organismos, de zigoto até o nascimento, são:

A) Fecundação, crescimento, gastrulação, clivagem e organogênese.
B) Fecundação, clivagem, gastrulação, organogênese e crescimento.
C) Fecundação, gastrulação, crescimento, clivagem e organogênese.
D) Fecundação, clivagem, crescimento, organogênese e gastrulação.
E) Fecundação, gastrulação, organogênese, clivagem e crescimento.

A primeira etapa da embriogênese é a fecundação, onde ocorre a formação do zigoto. Em seguida as sequências de divisões e de diferenciações são chamadas de clivagem e gastrulação. Ao final desses processos haverá a formação dos órgãos e desenvolvimento do embrião – a organogênese. Dessa forma, a resposta correta está na alternativa B.

Agora você já conhece o desenvolvimento de um ser humano a partir do embrião. Para fixar esse conteúdo, resolva muitos exercícios e revise a matéria com frequência. 

Não perca outros resumos e artigos de biologia, acesse o blog do Estratégia Vestibulares.

Conheça também nossos cursos pré-vestibulares. Clique no banner abaixo e confira!

Embriogênese - Estratégia Vestibulares
0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar também