As eleições dos Estados Unidos da América aconteceram em novembro de 2020 e se você ficou confuso, não se preocupe!  O Estratégia Vestibulares reuniu aqui o que você precisa saber para entender como funcionam as eleições dos EUA! 

Eleições diretas vs. Eleições indiretas

No Brasil, estamos acostumados a ir às urnas e votar diretamente no candidato da nossa escolha, porém nos EUA não é assim que funciona. Lá, é adotado o que é chamado de Eleições Indiretas. Ou seja, o povo estadunidense escolhe representantes por estado que irão compor o Colégio Eleitoral. 

São as pessoas que formam o Colégio Eleitoral, chamados de delegados, que escolhem definitivamente quem será o próximo presidente dos EUA. Cada um dos 50 estados americanos tem um número específico de delegados. 

voto nos eua

Voto nos EUA

Nos EUA, o cidadão americano não é obrigado votar nas eleições e nem precisa justificar sua ausência, como no Brasil. Por isso, além de conquistar eleitores, os candidatos precisam incentivar a população a comparecer nos dias da votação. 

O voto ainda é secreto, mas não é realizado em urnas eletrônicas. Os eleitores votam por meio de cédulas de papel, presencialmente ou pelo correio. Quem resolver votar pelo correio, precisa enviar a cédula de forma antecipada. Por causa desse sistema de votos de papel, a apuração das urnas pode demorar várias semanas para ser concluída

Partidos nos EUA

Quando falamos nos partidos dos EUA, logo pensamos em Republicanos e Democratas. Porém há vários partidos menores na política americana, como os Libertários, os Reformistas, o Partido do Socialismo e Libertação, entre outros. 

Apesar da variedade, desde 1852 a presidência dos EUA sempre fica nas mãos de um membro dos dois maiores partidos. Um candidato que queira chances reais de chegar na Casa Branca, precisa se filiar a um desses. Mesmo assim, todos os anos há candidatos de partidos menores concorrendo às eleições americanas. 

Entenda abaixo quais são as diferenças entre os dois partidos que alternam o poder nos EUA. 

Democratas

O partido Democrata é baseado em uma filosofia de governo considerada mais liberal, com tendência maior à esquerda política. Defende a interferência do governo na economia, estabelecendo impostos maiores para pessoas com renda mais alta, além de regular o mercado para proteger os consumidores. 

O último presidente dos EUA, Barack Obama, era membro do partido democrata, assim como outros nomes famosos como John Kennedy e Franklin Roosevelt

Republicanos

Já o partido Republicano segue por uma via mais conservadora e da direita política. Os republicanas dão um destaque maior para os direitos individuais e o livre mercado, uma vez que acreditam que a interferência do Estado na economia atrapalha o desenvolvimento do capitalismo. 

Donald Trump, presidente entre 2016 e 2020, é membro do partido Republicano, assim como foram Abraham Lincoln, George Bush e Richard Nixon

eleições eua protesto

Os candidatos dos partidos 

Cada partido precisa apresentar quem será seu candidato à presidência e vice-presidência. A decisão é tomada nas prévias, que acontecem de janeiro à junho do ano da eleição. Existem dois tipos de eleições para decidir quem será o candidato do partido: as primárias e as caucuses. 

Assim como nas Eleições Gerais, o voto é indireto. Ou seja, os eleitores selecionam o nome do candidato que desejam que concorra pelo partido, mas os votos vão para os representantes daquele estado que votarão no candidato escolhido pela população. Esses representantes comparecem às convenções partidárias onde será decidido o presidenciável. 

Primárias

As primárias são a modalidade mais comum de eleição prévia. Nela, os eleitores selecionam quem desejam que seja o candidato do partido. O processo é administrado pelos governos estaduais e locais dos EUA. As primárias são de dois tipos: 

  • Fechadas: Apenas eleitores filiados ao partido podem votar em um presidenciável;
  • Abertas: Qualquer cidadão dos EUA pode votar.

Caucuses 

O outro tipo de prévia são as Caucuses. Nessa modalidade, os membros do partido se reúnem em um evento e debatem entre si quem será seu candidato escolhido para participar da corrida presidencial. O evento é organizado pelos próprios partidos.  

Colégio Eleitoral

Uma vez selecionados, os candidatos à presidência e vice-presidência rodam o país em campanha eleitoral. O objetivo é conquistar os votos dos estados com o maior número de delegados e, assim, formar a maioria do Colégio Eleitoral que selecionará o presidente dos EUA. 

Delegados por estado

A quantidade de delegados que um estado pode ter é proporcional ao número de habitantes e de parlamentares no Congresso. Ao todo são 538 delegados, sendo que o mínimo por estado é três. 

EstadoNo de Delegados 
Califórnia55 
Texas38 
Nova York29
Flórida29
Pensilvânia20
Illinois20
Ohio18
Michigan16 
Geórgia do Sul16
Carolina do Norte15
Nova Jersey14
Virginia13
Washington12
Arizona11
Indiana11
Massachusetts11
Tennessee11
Wisconsin10
Missouri10
Minnesota10
Maryland10
Alabama9
Carolina do Sul9
Colorado9
Louisiana 8
Kentucky8
Connecticut7
Oklahoma7
Oregon7
Utah6
Nevada6
Mississippi6
Kansas6
Iowa6
Arkansas6
Novo México5
Rhode Island4
New Hampshire4
Maine4
Idaho4
Havaí4
Alasca3
Dakota do Norte3
Dakota3
Delaware3
Montana3
Vermont3
Wyoming3

Eleições Gerais

No mês de novembro são realizadas as Eleições Gerais nos EUA. A votação decide a composição do Colégio Eleitoral que elegerá o próximo presidente. Ou seja, decide se os delegados do estado serão os do partido democrata ou os do partido republicano. 

Para que um candidato obtenha a maioria do Colégio Eleitoral, precisa conquistar pelo menos 270 delegados a seu favor. 

voto eua

“The winner takes it all”

Às vezes, um candidato pode ter a maioria dos votos da população e ainda assim ter menos delegados a seu favor e perder a corrida presidencial. Isso acontece por causa da política conhecida como “the winner takes it all”, ou o “vencedor leva tudo”. 

Nesse sistema, quando um candidato consegue a maioria dos votos do estado, ganha também todos os delegados atribuídos àquela localidade. Ou seja, a quantidade de delegados por partido não é proporcional à quantidade de votos. 

Por exemplo, se o candidato do partido democrata ganhasse 51% dos votos da população da Pensilvânia e o candidato republicano tivesse 49% dos votos, todos os 20 delegados do estado seriam do partido democrata. 

A maioria dos estados adotam esse sistema, com exceção de Maine e Nebraska. Neles, a quantidade de delegados é proporcional à quantidade de votos que o candidato de um partido recebe. 

Recontagem

Nos EUA é comum que o vencedor de um estado seja definido com décimos de diferença. em alguns casos, é possível pedir que haja a recontagem dos votos. Como cada unidade da federação tem autonomia para fazer suas próprias leis, os critérios e prazos da solicitação variam de estado para estado. Alguns realizam o processo de forma automática quando a margem de diferença é muito pequena. 

Resultado Oficial

Ao fim das Eleições Gerais já é possível ver qual foi o partido que conquistou o maior número de delegados no Colégio Eleitoral e portanto saber quem será o presidente escolhido. Porém, os delegados votam em seus candidatos apenas no mês de dezembro. Dessa forma, o resultado oficial das eleições dos EUA só é divulgado mesmo em janeiro do ano seguinte. 

eleições eua 2020

Eleições EUA 2020

No ano de 2020, a disputa presidencial foi protagonizado por Joe Biden, do partido Democrata, e Donald Trump, presidente dos EUA, membro do partido Republicano. A disputa foi acirrada, mas a contagem inicial do votos apresenta a vitória de Joe Biden, que conquistou 306 delegados. A recontagem dos votos ainda está em andamento em alguns estados, a pedido do candidato Donald Trump.

E ai? Gostou do nosso conteúdo? Então venha estudar com a gente! Nossos cursos preparatórios são pensados de forma personalizada de acordo com o estilo de cada vestibular do país. Além disso, realizamos Simulados Gratuitos aos fins de semana, confira a programação. Venha fazer parte do Estratégia Vestibulares!

0 Shares:
Você pode gostar também